Meio Bit » Baú » Games » Crytek defende o uso de DRM

Crytek defende o uso de DRM

Criadora do Crysis diz que precisa fazer tudo para se defender da pirataria.

22/03/2011 às 10:10

dori_cry_21.03.11

Pense na seguinte situação, você é responsável por uma grande desenvolvedora que após investir alguns milhões de dólares na criação de um novo jogo, vê que ele está disponível nos sites de torrents mais de um mês antes do lançamento oficial. Vendo o faturamento escoando pelo ralo, não seria natural que defendesse qualquer método que teoricamente ajudaria a segurar a pirataria, inclusive o tão odiado DRM? Pois mesmo correndo o risco de deixar muitos jogadores irritados, a Crytek não escondeu ser a favor da prática.

Sei que existe muitos sentimentos negativos em relação ao DRM, mas, quero dizer, o que devemos fazer? A ação de alguns está causando um ligeiro inconveniente para os outros. Se estou jogando um game e ele tem DRM, eu percebo isso? Na verdade não. Eu apenas sei que há algo acontecendo, mas não muda a minha experiência, então é algo que temos que observar no futuro.

Todos nós concordamos que utilizar DRM não significa que um jogo não será pirateado e a prova disso está por todo os lados, inclusive no caso do próprio Crysis 2, mas por outro lado, concordo que na maioria dos casos as travas dos jogos não incomodam quase ninguém que comprou o original. Ter que fazer uma validação online ou exigir um número serial não chega a ser o martírio que muitos querem nos fazer acreditar, só não aceito a obrigação de permanecermos online, mesmo no modo single player, imposta pela Ubisoft ou em alguns jogos da Capcom vendidos pela PSN. Mas no fundo fico com a sensação de que muitas pessoas utilizam essa desculpa de que serão afetadas apenas para justificar a utilização de cópias ilegais.

[via Eurogamer]

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários