Meio Bit » Baú » Games » Nintendo não teme preços da AppStore

Nintendo não teme preços da AppStore

Um dos responsáveis pelo 3DS afirma que Nintendo não irá competir com jogos de US$ 0,99.

21/03/2011 às 18:43

dori_3ds_21.03.11

Desde que a Apple mostrou que o iOS poderia ser uma ótima plataforma para os jogadores por ter títulos a preços irrisórios, o que consecutivamente seria uma ótima oportunidade para as produtoras, era apenas uma questão de tempo até que algumas pessoas surgissem decretando o fim dos portáteis. Mesmo assim Nintendo e Sony decidiram que valeria a pena lançar os sucessores dos seus aparelhos e se os jogos por US$ 0,99 da AppStore poderia ser um dos motivos que decretaria o fracasso do NGP e do 3DS, o líder do projeto deste último, Hideki Konno, afirmou que reduzir o preço dos títulos não será a forma que ganharão espaço.

Em termos de jogos por um dólar, ou gratuitos, ou o que quer que esteja aí no mercado, quero dizer, realmente, não iremos competir com isso. Não iremos tentar igualar isso; estamos apenas avançando continuamente, não apenas para manter, mas aumentar a qualidade do entretenimento que fornecemos e deixaremos as coisas se resolverem. Novamente, não estamos preocupados em competir em relação aos preços e acredito que esta seja a mesma opinião de Sony e Microsoft.

Agora, como consumidor, se alguém me disser, ‘Ei, você terá o Call of Duty no seu portátil e ele só irá custar pouco mais de um dólar,’ sim, eu ficaria muito empolgado. E eu estou muito animado para ver grandes jogos a preços realmente baixos, mas eu simplesmente não acho que você pode fazer um jogo tão imersivo quanto, digamos o Call of Duty, ou qualquer outro jogo de grande porte e vendê-lo por este preço; é impossível.

Como jogador que gosta de títulos mais complexos, eu declaro meu total apoio às duas fabricantes japonesas, mesmo não tendo muita intenção de adquirir tão cedo seus dois novos portáteis, porém, todos nós sabemos que tem crescido exponencialmente o número de jogadores que não estão dispostos a pagar pequenas fortunas por aparelhos e mesmo acreditando que haja mercado para os dois estilos, a longo prazo a confiança da BigN poderá ser seriamente abalada.

É óbvio que o 3DS venderá horrores nos primeiros meses após o seu lançamento e nenhuma outra empresa possui tanta experiência neste ramo quanto a Nintendo, mas será que o portátil continuará vendendo bem por muito tempo? De qualquer forma, nada que uma nova versão não dê jeito, não é mesmo?

[via Gamasutra]

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários