Meio Bit » Arquivos » Fotografia » O iPad 2 e a Fotografia

O iPad 2 e a Fotografia

18/03/2011 às 17:45

Acho que todo mundo está ligado no novo iPad que está chegando ao consumidor nesse momento. Eu, como sortudo que sou, comprei o meu iPad 30 dias antes do lançamento do novo equipamento, mas estou feliz com o brinquedinho do mesmo jeito. A principal mudança no tablet da Apple para quem gosta de fotografia é a adição de uma câmera fotográfica ao equipamento. Tudo bem que ela é fraquinha e perde para quase todas que estão no mercado em celulares e outros dispositivos portáteis, mas sempre achei que o iPad poderia ser uma mão na roda não para fazer as fotos, mas para dar suporte ao trabalho fotográfico como componente do fluxo de trabalho (principalmente em fotos externas) e como portfólio de luxo. Chegar a um cliente e mostrar suas fotos em um iPad é um outro patamar completamente diferente.

Levando isso em conta o Dpreview fez uma pequena análise do equipamento levando em conta a capacidade de ajudar o fotógrafo em seu dia a dia. Óbvio que a primeira coisa a ser testada foi sua pequena câmera de 0,7 megapixels de resolução máxima. A comparação foi feita com uma imagem capturada com o iPhone 4. Nessa comparação duas coisas são importantes. As fotos feitas pela câmera do iPad não possuem usabilidade nenhuma, por conta da baixa definição. Segundo o responsável pelos testes as fotos podem ser usadas apenas para fazer notas. Porém, e ai entramos na segunda coisa importante, mesmo tendo uma baixa resolução, as imagens do iPad conseguem lidar melhor com luzes artificiais, mantendo as corretas tonalidades de cores, do que as fotos do iPhone 4. Coisas da Apple.

Mas, é nesse momento que entramos no que realmente importa para o fotógrafo, a capacidade do iPad ser uma ferramenta que ajude no dia a dia. Já que a câmera é inútil, nos resta apelar para o Camera Connection Kit (eu já comprei o meu) onde você pode conectar sua câmera ou um cartão SD e fazer os downloads das imagens diretamente para a pasta de fotos do iPad. Esse kit se encontra a venda na Apple Store do Brasil e vou fazer o primeiro teste prático para valer durante o Wedding Brasil 2011 onde pretendo fazer toda a cobertura e envio de fotos através do iPad.

Após essa pequena descrição das possibilidades, o Dpreview escolhe uma pequena lista de aplicativos que não podem faltar para o fotógrafo e avalia como deve ser o fluxo de trabalho para o fotógrafo digital e seu iPad. Em um momento específico chegamos a grande pergunta. O iPad pode substituir o seu notebook? Definitivamente não, pois falta a capacidade de processamento e a necessidade de programas mais brutos de edição como o Photoshop CS5 e o Adobe Lightroom. Mas, logo depois temos outra pergunta. Um notebook pode replicar a experiência de usar um iPad? Também não, pois o equipamento é pequeno, prático de ser utilizado e tem uma grande autonomia de bateria. Segundo o Dpreview, e eu apoio essa colocação, é possível para o fotógrafo que está no campo fotografar, descarregar e enviar suas imagens para qualquer lugar utilizando a ferramenta. O único ponto negativo é se você trabalha em RAW, embora já existam alguns aplicativos que façam a conversão dos arquivos.

Terminando, a conclusão é clara. O iPad 2 é uma ferramenta muito útil para o fotógrafo, tanto para armazenamento quanto para edição e envio de imagens. Cabe a cada um descobrir quais os aplicativos e o melhor fluxo de trabalho que vai se encaixar em suas atividades.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários