Meio Bit » Baú » Fotografia » Cédric Delsaux mistura, em fotos, o caos do dia-a-dia com Star Wars

Cédric Delsaux mistura, em fotos, o caos do dia-a-dia com Star Wars

18/03/2011 às 8:43

Nascido em 1974, Cédric é mais um dos que começam de um jeito e se desencaminham para outro.

Estudou literatura e cinema em Paris, porém nunca trabalhou realmente com isso. Começou a trabalhar mesmo como copywriter para a indústria da propaganda, antes de se dedicar totalmente à fotografia, em 2002. Há quem diga que anos são necessários para que se faça algo com imagem. Há quem discorde disso.

Uma de suas séries de trabalho chamada "Here to Stay" procura alcançar o ponto que, segundo a sua visão, explica melhor o relacionamento entre o homem e a natureza. Tão bom foi o modo com que seu olhar foi recebido que em 2008 o trabalho foi publicado como uma monografia e teve um ótimo retorno.

Não são necessários temas enlatados ou que caem fácil na trama dos críticos de fotografia. Na realidade, hoje, quanto mais pessoal for o trabalho e quanto mais amplo o escopo dos projetos de imagem, melhor.

Acabei conhecendo o trabalho deste fotógrafo através de uma outra série dele, chamada "The Dark Lens", onde Cédric procurou combinar (com bastante sucesso, eu diria) dois mundos bastante familiares de pessoas na nossa faixa etária: o planeta Terra e o universo de Stars Wars.

As imagens pós-apocalípticas, totalmente disponíveis em nosso cotidiano, acabam misturando de uma maneira bastante inteligente a realidade com a ficção. Um lindo e também divertido trabalho, sem muitas pretensões ideológicas, mas de uma estética impecável e bastante atraente. Passei um bom tempo da semana passada olhando as mesmas imagens por diversas vezes. Seria jóia vê-las em alta, na parede...

No seu site você pode ver outros trabalhos, como uma outra série intitulada "1784". Aparentemente o lance de Cédric é mesmo a ficção, os mitos, futuro/passado e os símbolos.

Muitos me perguntam porque eu prefiro fine art ou fotojornalismo à fotografia comercial. Minha razão pessoal é na verdade bastante simples: produção. Na fotografia comercial, a linguagem de produção é completamente diferente, muito mais técnica e adereçada, cheia de caprichos que nem sempre atingem tanta longevidade ou impacto. Na fotografia comercial, o objetivo é capturar.

Pessoalmente, acho que a fotografia de arte e o fotojornalismo tem a única pretensão de, ao contrário de capturar, apenas transmitir. É como se fossem apenas meros veículos munidos senão do olhar, cuja única proposta é a de fazer com que o registro circule livre, não aprisionado em um único conceito.

É isso: transmitir uma ideia, não capturá-la. Não que uma seja melhor que outra. Ambas atingem um alto valor aestético nas mãos de fotógrafos de nível. É uma questão de preferência artística mesmo. Por essa mesma razão que me debruço lentamente sobre trabalhos bacanas como este que humildemente faço referência.

Por acaso, Cédric recebeu o prêmio "Burse du Talent", na França — algo que acredito ser extrema e infelizmente escasso demais por aqui: reconhecimento espontâneo, institucional, técnico, etc...

As imagens abaixo combinam alguns dos trabalhos mencionados acima. Cheers.

Website: http://www.cedricdelsaux.com/

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários