Meio Bit » Arquivos » Games » Games de Android roubam a cena na Mobile World Congress

Games de Android roubam a cena na Mobile World Congress

21/02/2011 às 13:00

Com um estande de 2 andares, foram exibidas todas as novidades que rodam a plataforma Android. Mas o que destaco foi a frase:

Video games movem a indústria mobile porque demonstram melhor o que esses novos dispositivos podem realmente fazer

- Gonzague Vallois, Vice-Presidente Sênior na Gameloft

Na feira, havia um grande espaço aonde foram demonstrados os jogos da nova geração para dispositivos móveis. O objetivo da indústria é tentar chegar no nível dos jogos de PS3 e Xbox.

A Gameloft exibiu jogos como Asphalt 6 rodando no telefone Optimus 3D, que assim como o 3DS, exibe imagens em 3D sem a necessidade de óculos especiais.

De hardware, para tentar colocar o máximo de poder nos próximos aparelhos, foi mostrado o Tegra 2, que traz o poder de fogo, gráfico, dos PCs de poucos anos atrás. A promessa é aumentar em 10x a capacidade de processamento, em comparação com a geração atual de dispositivos. Ele possui um processador dedicado para vídeo, que consegue 1080p em vídeos, jogos e etc. Tanto poder de fogo parece que vai drenar a bateria do seu telefone em poucos minutos, certo? Errado. A promessa é a de 16 horas de vídeo HD, ou 140 horas de música, com apenas 1 carga.

Um das tendências, que vejo com muito bons olhos, é a possibilidade de jogar com pessoas, independente da plataforma. Isso quer dizer que você poderá jogar no seu celular com um amigo que está no PC ou num PS3! Já tentaram fazer algo parecido entre games de PC e de Xbox, porém, a idéia não foi pra frente. Poucos jogos saíram com essa possibilidade e tiveram vendas abaixo do esperado.

O Tegra 2 está para se tornar realidade, mas como hoje em dia tudo fica velho muito rápido, já foi exibido o Tegra 3. No 2, existem dois núcleos, enquanto no 3 pularam para quatro núcleos e já existe a promessa de celulares com esse chip saindo em agosto deste ano. O engraçado é que o codinome deste processador novo é Kal-El. Só resta saber se assim como o personagem dos quadrinhos, Superman, há alguma fraqueza.

Na feira também foi exibido o novo tablet da HTC, de nome Flyer, que trará o OnLive pela primeira em um dispositivo portátil. Acho que isso explica um pouco do porque injetaram grana na empresa, afinal de contas, a promessa da empresa é que o OnLive não é muito exigente com hardware, o que possibilitará facilmente jogar títulos com grande qualidade, sem a necessidade de um dispositivo de ponta. Pena que o anúncio não foi de uma aplicação do OnLive para todos os androids, foi algo bem específico, mas já é um começo. Deixo de observação que sonhar com o OnLive em celulares, requer sonhar com uma infraestrutura melhor de 3G, visto que a necessidade de uma boa banda é real.

Parece que esse ano teremos boas novidades nesta área, mas se elas serão capazes de destronar Sony e Nintendo no entretenimento portátil, isso só o tempo dirá.

[via Reuters]

relacionados


Comentários