Meio Bit » Baú » Games » Devaneios sobre uma coleção

Devaneios sobre uma coleção

Vale a pena investir fortunas em jogos raros, ou uma coleção pode ser boa mesmo com versões mais baratos dos games?

31/01/2011 às 10:20

dori_ff3_31.01.11

Quem conhece o meu blog sabe o quanto sou viciado em comprar jogos e ao longo dos anos, de pouco em pouco tenho aumentado minha pequena coleção. Nesse tempo consegui adquirir alguns títulos que eram um sonho de consumo, como minha edição completa do Flashback ou o The Legend of Zelda: A Link to the Past (infelizmente só o cartucho), mas existe muitos outros que mesmo já tendo visto para vender, nunca tive coragem de pagar o valor pedido pelos vendedores e isso sempre me deixou com uma certa dúvida.

Qualquer pessoa que colecione sempre desejou obter algum produto raro, mas como os videogames existem para serem jogados e não apenas ficarem expostos numa estante, vale a pena investir pequenas fortunas num game que muitas vezes pode ser adquirido de maneiras alternativas? Não estou falando aqui sobre pirataria, mas veja o meu exemplo com o Chrono Trigger. Por ser um dos principais jogos do Super Nintendo, é quase impossível achá-lo aqui no Brasil com caixa e manual por menos de R$ 100 e mesmo nos Estados Unidos seu valor passa fácil dos US$ 70, US$ 80. Como eu estava querendo muito jogá-lo e adoraria tê-lo na minha prateleira, acabei optando pelo bundle Final Fantasy Chronicles, que além do quarto Final Fantasy, ainda traz o RPG sobre viagens no tempo e que virou um clássico.

Outro detalhe que tem me feito pensar ultimamente é, ao comprar a versão digital de um jogo, como fiz recentemente com o Alundra, ele merece ser inserido na minha lista de jogos que possuo, como a que mantenho no Playfire? Eu sou um defensor convicto das versões físicas e acho fantástico ter o jogo completo, com caixa e manual, mas se paguei por ele, mesmo que digitalmente, ele não merece ser considero parte da coleção? Ou seja, os meus jogos comprados no Steam não devem ser considerados tão importantes para minha coleção quanto o Dragon Age: Origins (Collector's Edition) que possuo em versão física?

Algumas vezes eu disse que me achava mais um colecionador de games do que um jogador, pois não conseguia encontrar tempo para aproveitar tudo o que comprava, mas hoje acredito que minhas aquisições são sempre feitas levando-se em consideração principalmente a vontade que tenho de jogar aquele título e não apenas o quão raro ele é. Isso provavelmente deixa minha coleção mais pobre, mas entre pagar US$ 100, US$ 150 num Final Fantasy III ou poder jogá-lo no Final Fantasy Anthology pagando US$ 13 e investir a diferença em outro três, quatro jogos, não tenho vergonha de admitir que minha preferência será a quantidade e não a raridade, mas será que isso me desqualifica como um colecionador?

relacionados


Comentários