Meio Bit » Baú » Software » Impressões sobre o Ubuntu

Impressões sobre o Ubuntu

29/05/2006 às 23:43

Após mais de um mês usando o Ubuntu (6.06 Dapper), gostaria de comentar minhas impressões sobre o sistema. Devo lembrar que as opiniões são pessoais e que este post não tem o propósito de ser um review completo sobre o sistema.

A instalação foi algo que me incomodou no começo. Minha idéia inicial foi instalar a versão estável do Ubuntu (5.10), porém em todas as instalações tentadas deu problema, simplesmente travava o sistema, mesmo após gravados 3 CDs diferentes em 2 máquinas diferentes. Por isto acabei instalando uma versão beta mesmo, que conta com uma interface de instalação totalmente nova e muito mais amigável. Com a versão Dapper a instalação correu muito bem, e quase todos os dispositivos da máquina foram configurados sem problemas. Meu monitor não foi fácil de configurar, devido à resolução empregada que não constava como opção nas resoluções disponíveis (1680x1050). Pela primeira vez tive que ir buscar uma solução para isto em fórums, e após editar alguns arquivos consegui que o monitor funcionasse na resolução correta. Outros problemas que não tive paciência para resolver foi a instalação da webcam (que tem um driver meia boca disponível), que não conta com nenhum dos grandes sistemas de IM suportando video-conferência (MSN, Skype, Yahoo), portanto resolvi não me incomodar com isto. O iPod e o Pocket PC também achei melhor nem tentar, após relatos de outros usuários e da Bia, que passou recentemente por um teste parecido com este.

Após resolvidos (ou ignorados) os problemas com alguns periféricos, passei a usar o sistema para o que mais faço: Internet, edição de textos e planilhas. Neste quesito, tudo funciona muito bem. O OpenOffice é um pacote já maduro, que entrega o que promete. Instalei o Firefox e o Skype sem nenhum problema, utilizando o serviço de instalação automatizado do Ubuntu, que funciona muito bem. No quesito usabilidade, algo que me incomodou muito foram as fontes do sistema. Talvez algo que muitos usuários do Windows não percebam é o sistema TrueType, propriedade da Apple e licenciada para a Microsoft. O TrueType faz um anti-aliasing, um ajuste para que a fonte fique mais legível. A falta do TrueType no Linux faz falta; mesmo ajustando várias propriedades de anti-aliasing, as fontes ou ficam borradas demais ou ficam com as bordas "serrilhadas". Novamente, isto não foi possível resolver com o pouco conhecimento que tenho de Linux. A interface Gnome, entretanto, funciona muito bem. As opções são claras e "fazem sentido", mesmo para um novato no Linux como eu.

Ainda mantenho o Ubuntu instalado no meu desktop. Uso-o às vezes, porém para meu uso diário ainda uso o Windows XP como padrão. Mas creio que o sistema já esteja maduro e que pode satisfazer tranquilamente a necessidade de usuários que necessitem de aplicativos Office e Internet. Conversei com o Moardib, colaborador do Meio Bit, que andou fazendo uns experimentos com o Linux como plataforma de jogos, e ele relata que por enquanto ainda é muito ruim para este fim.

relacionados


Comentários