Meio Bit » Baú » Games » Ballmer: Xbox 360 não é um videogame

Ballmer: Xbox 360 não é um videogame

18/01/2011 às 10:10

dori_ball_18.01.11

Você provavelmente se lembrará de uma época em que os jogadores criticavam o Playstation 3 pelo seu baixo número de jogos exclusivos e a Sony tentava vender o aparelho como uma máquina de entretenimento. Talvez eu seja uma exceção, mas quando compro um videogame, minha intenção com ele é jogar e o que ele tiver de adicional, como ver filmes, escutar músicas e acessar redes de relacionamentos, bom, é isso mesmo, adicional. É claro que vez ou outa uso meu PS3 para ver um Blu-ray ou escutar umas MP3 no Home Theater, até porque não tenho rádio em casa, mas nunca usaria isso como ponto de decisão na hora de escolher um console.

Embora a empresa japonesa ainda utilize as caraterísticas do seu videogame em suas propagandas, começo a acreditar que chegou a hora de Steve Ballmer tentar convencer as pessoas de que o Xbox 360 não é um videogame.

O Xbox não é um console de jogos. O Xbox é uma central de entretenimento para a família. É um lugar para socializar, para assistir TV. Temos o Hulu chegando. É o único sistema onde você é o controle. Sua voz, seus gestos, seu corpo. Penso sobre aminha própria família. Minha esposa costumava dizer, ‘Não, não, essa é a máquina que garotos usam’ e agora ela diz, ‘Sim, quero ir lá ver filmes. Vamos jogar aquele game de dança.’

O comentário foi feito durante uma entrevista ao jornal USA Today quando ele foi questionado sobre o que diferenciava do 360 dos concorrentes e talvez o CEO da Microsoft tenha esquecido que, com exceção do sistema de detecção de movimentos, o Wii e o Playstation 3 também podem servir como central de mídia. Talvez alguém apareça me taxando de Sonysta, blá, blá, blá, mas na minha opinião, até o momento o que promete diferenciar o aparelho da Sony do Xbox em 2011 é a sua boa linha de exclusivos, enão o Move ou o leitor de Blu-ray, mas como disse anteriormente, talvez essa seja apenas a opinião de uma exceção, de uma pessoa que não está preocupado nos badulaques dos videogames, mas sim em se divertir, jogando.

[via VG247]

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários