Meio Bit » Baú » Indústria » Symantec processa Microsoft alegando quebra de contrato

Symantec processa Microsoft alegando quebra de contrato

19/05/2006 às 19:49

Eles estão pedindo o de sempre: compensação financeira e o algo mais, o bloqueio do lançamento e distribuição do Windows Vista. O imbróglio envolve uma empresa chamada Veritas que possuía um acordo com a Microsoft e dentro desse contrato, eles incluíram tecnologia para mover grandes volumes de dados.

A Symantec comprou a Veritas e possui um software chamado Volume Manager. O problema é que a tecnologia já havia sido transferida e licenciada antes da compra, sendo incluída no sistema de arquivos do Windows Vista. A Microsoft alega que está agindo dentro do direito dela.

A boa e velha indústria de processos dos EUA entra em ação. Se não consegue concorrer, processe. Eles provavelmente entrarão com um acordo, pois o pedido fere justamente a maior fonte de receitas da Microsoft. Mas isso mostra claramente o receio do que está por vir da Symantec. Com o Windows Vista, várias tecnologias de segurança e otimização estarão integradas ao sistema operacional.

O consumidor recusará pagar a mais por produtos hoje considerados essenciais como anti-vírus, spywares, e outros tipos de malware, nem irão desembolsar por programas com funcionalidades de firewall simples demais ou programas para comprimir arquivos apenas no formato zip.

Já existem artigos especulando se haverá vida para esse tipo de software depois do Vista. Vários articulistas afirmaram que o Windows XP com firewall iria ser o fim do software de terceiros. Eles se reinventaram e os produtos comerciais hoje são muito melhores. Talvez o processo seja justamente uma forma de capitalizar em cima de perdas futuras e focar-se em outros mercados, como o corporativo.

Fonte: Reuters via EWeek

relacionados


Comentários