Meio Bit » Baú » Indústria » [CES 2011] Memjet e a evolução da impressora

[CES 2011] Memjet e a evolução da impressora

Memjet leva à CES modelo revolucionário de impressora. Com uma cabeça de impressão larga e fixa, ela imprime o dobro de páginas por minuto em relação a uma HP tradicional de ponta.

07/01/2011 às 19:43

Dizem, com fundamentos empíricos, que as impressoras foram enviadas das profundezas do inferno para fazer com que nós, meros mortais, soframos. Soframos muito. É de perder os cabelos quando esse equipamento resolve atazanar, seja engolindo folhas e bagunçando a bandeja de papel, seja quando o maledeto spooler resolve surtar e fazer greve de impressão.

Além de baratear o hardware e superfaturar tinta, os fabricantes não fizeram muito para evoluir as impressoras nos últimos anos. Elas ganharam interface wireless, painéis de controle autônomos, viraram multifuncionais... Nada realmente novo na sua atividade-fim, a impressão.

Mas na CES, sempre lá, enfim surgiu algo... diferente. A Memjet, empresa liderada por Len Lauer, ex-COO da Qualcomm, trabalha na criação de modelos de impressoras que, depois, são licenciados para terceiros. O projeto que levaram a Las Vegas já está acertado com a Lenovo na China, WEP na Índia e Kpowerscience em Taiwan, e deve pintar logo no hemisfério norte e na Europa. E que chegue no Brasil, porque é sensacional. Duvida? Veja o vídeo:

Para ter noção da diferença, a OfficeJet Pro da HP mais moderna disponível atualmente imprime até 36 páginas por minuto. Esse modelo da Memjet varia entre 60 e 70 páginas no mesmo intervalo. O segredo para tamanha rapidez é a forma como a tinta é aplicada no papel. Em vez de cabeças de impressão que percorrem a folha, ela utiliza uma única, com a largura do papel, que utiliza mais de 70 mil jatos de tinta para imprimir na página.

Infelizmente não foram informadas datas, preços, sequer expectativa de quando veremos os primeiros modelos baseados nessa tecnologia à venda nas lojas. Que não demore e, se não for pedir muito, que o preço do cartucho seja tão revolucionário quanto o do mecanismo de impressão. Nossos bolsos agradecem.

Fonte: BetaNews.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários