Meio Bit » Baú » Indústria » Silicon Graphics (SGI) entra com pedido de falência

Silicon Graphics (SGI) entra com pedido de falência

08/05/2006 às 23:17

A famosa empresa de super computadores Silicon Graphics, conhecida como patrocinadora do OpenGL, VRML e dona do software mais usado em Hollywood para efeitos especiais Maya, entrou com um pedido de proteção contra credores e esperam se reorganizar em 6 meses. Analistas da indústria duvidam que eles possam reverter a situação. A empresa havia mostrado sinais de problemas ao demitir 250 funcionários, que representa 12% da sua força de trabalho.

Hoje em dia, os custos das estações de trabalho e computadores da Silicon não superam o custo/benefício de clusters de computadores PC x86 comuns conectados em rede. O Google é a uma prova desse sucesso, com milhares de PCs.

Nem mesmo a área gráfica, seu nicho, eles estão muito melhores. Com os custos de processadores Intel e AMD cada vez mais rápidos e baratos, placas de vídeo com 4 GPUs trabalhando em paralelo num total de 8, preços de memória RAM rápida muito barata e armazenamento em um único disco há alguns meses do lançamento, as distâncias do passado praticamente não existem mais.

É muito mais fácil para uma empresa começar com algumas máquinas e ir ampliando seu parque do que fazer um investimento altíssimo com um SGI. Uma dos produtos da empresa é um computador com até 512 processadores Itanium 2 numa única instância de Linux e até 128 TB de memória (isso mesmo, terabytes).

Leia as especificações do Terzo, uma das estações de trabalho da Silicon e tente descobrir porque o mercado acabou optando por PCs.

Fonte: eWeek

relacionados


Comentários