Meio Bit » Baú » Mobile » App do Dia: Air Display, o monitor mais caro do mundo

App do Dia: Air Display, o monitor mais caro do mundo

28/12/2010 às 4:22

Photo dez 28, 2 39 57 AM

Você pagaria US$829,00 (R$1.396,86) em um monitor de 9,7 polegadas? Loucura, é coisa de madame, cheio de cristais Swarosvski e uma grife tipo Prada assinando. Mas e se esse monitor custar US$9,99 (R$16,80)? Tá valendo?

Eu acho que está.

O monitor em questão é um iPad ou um iPhone, que costumam ficar em cima da mesa, no dock esperando pacientemente uma razão para existir. É verdade. Por mais mágicos que sejam, nenhum dos dois foi feito para competir com um desktop. Então qual seria a melhor forma de aproveitar o brinquedo? Segundo o pessoal da Avatron Software, é o Air Display.

A aplicação é simples em seu funcionamento: Você baixa um programa conector no site da Avatron, instala em seu Mac ou PC. No iPad ou iPhone, chama o Air Display. Ele dará a opção de escolher se quer servir como monitor Windows ou OS X.

No computador, assumindo que o dispositivo iOS está devidamente conectado via WIFI na mesma rede, este aparecerá na listagem do Air Display. Você seleciona e pronto. O computador dará uma piscada e seu dispositivo se tornará um segundo monitor.

Aqui entra a parte da mágica.

O Air Display não é um monitor passivo. Ele utiliza os recursos do acelerômetro, então se você gira o dispositivo ele informa ao computador que a orientação mudou. O monitor que era de 768x1024, no caso do iPad se torna um de 1024x768. On the fly. Sem recarregar aplicação, reiniciar Windows, recompilar kernel ou pedir pro Steve.

O Air Display é multitasking, assim se você quiser sair para ver alguma coisa no iPad, ipode. Ele avisará via notificação caso você demore demais. Ao voltar tudo estará como deixou, seu computador não irá perceber que o monitor sumiu por uns minutos.

O Air Display, como disse antes não é passivo. Você pode habilitar a parte de toque, arrastar janelas, selecionar opções, fazer scroll em janelas, usar botão direito do mouse, tudo. Um excelente uso é abrir um programa de desenho no PC, jogar pra janela do Air Display e desenhar, com o dedo ou com uma stylus pra iPad daquelas que vendem na Deal Extreme.

Mesmo quem já usa um segundo monitor (meu caso) se beneficia com o Air Display. Não é nada, são 768 mil pixels a mais. Monitor é como dinheiro e foto da Katy Perry, não existe suficiente. Você pode ter um monitor de 78KB (não é Kevin-Byte, Laguna. É Kid Bengala, Unidade Internacional usada para medir monitores muito grandes) e mesmo assim achará que um pouquinho mais faria bem.

Descobri que no meu caso o iPad funciona como repositório de gadgets do Windows e Widgets do Mac. Dá pra atulhar a tela com um monte de programinhas de qualidade questionável, sem poluir sua tela principal. Na verdade estou usando até a aplicação de Post-It do Windows 7, que sempre achei inútil pois ficam em background quando outro programa está sendo exibido (ou seja: sempre). Com o iPad dá pra espetar um monte de notas, sempre visíveis.

Compensa comprar um iPad pra isso? CLARO que não, é uma idéia idiota, só a citei pois sei que algum mané nos comentários virá com esse mimimi.

Compensa comprar o Air Display? Muito. No mínimo é racionalmente sensato amortizar um investimento o mais rápido possível, e iPad Parado Não É Amortizado. Em termos de produtividade um monitor limpo funciona melhor. Colocar todos os gadgets no monitor principal, dependendo da quantidade utilizada deixa seu PC parecendo uma penteadeira de dama que troca favores por dinheiro.

Para quem tem problemas de foco e concentraçã-SQUIRREL!- banir essas pequenas distrações funciona muito bem. O Air Display entra fácil em meu Top 10.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários