Meio Bit » Baú » Fotografia » piRAWnha – conversor de arquivos RAW para o iPad

piRAWnha – conversor de arquivos RAW para o iPad

23/12/2010 às 0:58

Antes de falar desse pequeno aplicativo, gostaria de fazer uma consideração. Editores de blogs de fotografia, como eu, escrevem há anos na internet e esquecemos que sempre temos novos leitores e que algumas terminologias podem ser conhecidas pelos leitores mais antigos e mais experientes, mas o iniciante tem uma grande dificuldade para entender alguns assuntos tratados por aqui. Hoje mesmo uma de minhas alunas disse que quando começo a conversar com os alunos mais avançados sobre algum tema técnico,a conversa para ela é tudo grego. Então vamos começar do começo, é claro. Você sabe o que é um arquivo RAW?

Todas as DSLR e algumas compactas avançadas conseguem gerar um arquivo que é denominado RAW. Essa não é a extensão do arquivo. Nas câmeras da Canon ele é um arquivo .CR2 e nas câmeras da Nikon são .NEF. O que indicamos com esse tipo de arquivo é exatamente o que o nome quer dizer. É um arquivo cru. Quando fotografamos em JPEG a câmera captura a imagem e aplica várias correções pré-definidas (saturação, nitidez, contraste, brilho) e compacta tudo isso em um arquivo que pode ser visualizado em qualquer computador. O resultado disso é que muito se perde em termos de informação e qualidade de imagem. O arquivo RAW não pode nem ser chamado de imagem, é apenas um conjunto de dados brutos que depois de processados podem ser salvos em um JPEG ou TIFF. Mas, se o fim vai ser um arquivo JPEG, então qual a vantagem de se utilizar desse formato que ocupa muito mais espaço no cartão de memória? Bem, o arquivo RAW pode ser editado de maneira personalizada para gerar, ao final, um JPEG de alta qualidade. Duas coisas, a meu ver, já garantem totalmente o uso de um arquivo RAW. O formato aceita de maneira mais eficaz correções de exposição e contraste. O segundo motivo é que é possível escolher a melhor configuração de Balanço de Branco na hora da conversão. Uma verdadeira mão na roda.

Agora que todos já sabemos do que estamos falando, ai vem a notícia de verdade. Acaba de ser lançado o piRAWnha, que vem a ser o primeiro aplicativo do iPad a trabalhar com arquivos RAW. Embora o iPad não seja uma plataforma de edição de imagens com toda a capacidade de processamento que necessitamos (lembrando que um arquivo RAW atualmente passa de 18MB tranquilamente), o uso do brinquedo pode ser aplicado em situações externas em que se necessita ter um vislumbre do resultado final, ou se você está fazendo uma longa viagem e não quis levar com você seu notebook por ocupar muito espaço. Embora o nome, o logotipo e a interface gráfica não sejam das melhores, o pequeno programa pode trabalhar com a compensação de exposição, correção de balanço de branco (inclusive com a opção de correção manual), redução de ruído, saturação, brilho, contraste, nitidez e apresenta o histograma (tanto de cores quando de exposição). Em resumo, tudo que é necessário.

Porém, nem tudo são flores. Para brincar com essa gracinha é necessário que você tenha uma das câmeras que são suportadas pelo sistema operacional da Apple e possuir o iPad Camera Connection Kit para a transferência das imagens. O piRAWnha já está disponível para compra no iTunes e o valor do investimento é de US$ 9,99.

piRAWnha

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários