Meio Bit » Baú » Indústria » Oracle Univertisity: Educação e Aprimoramento Continuado e... Java não morreu!

Oracle Univertisity: Educação e Aprimoramento Continuado e... Java não morreu!

A Oracle triplicou os investimentos feitos pela Sun em Java, mas ainda faltam profissionais que saibam desenvolver, implantar, gerir e arquitetar soluções.

20/12/2010 às 11:49

Entre os dias 7 e 9 de Dezembro, fui ao Oracle Open World em São Paulo e gostei do que ví. Esse é o primeiro post de uma série que mostra um Brasil que eu desconfiava que existia, mas testemunhar é diferente.

O Brasil está crescendo, e MUITO, no interior do país. O Agronegócio está se informatizando a passos largos e todos os setores, rural, industrial e de serviços, estão contratando. Se você, como eu, vive em uma capital ou cidade com mais de 1 milhão de habitantes, prepare-se para uma surpresa ao longo dessa série.

Reclamação constante dos empresários: faltam profissionais de tecnologia. Ouvir isso direto de quem contrata, tem um peso. O Oracle Mundi está todo baseado em Java. IBM e SAP também.

Há demanda para quem saiba desenvolver, implantar, gerir e arquitetar soluções. Documentar e modelar processos, gerenciar projetos, análise e design de aplicações. Por isso a Tecnologia da Informação está absorvendo pessoal de várias áreas com embasamento de exatas, notadamente Engenharia, Administração e Economia. Mas absorvem também muita gente da área de Comunicação. Eles se especializam e o empresariado contrata.

Uma crítica é a dificuldade de se encontrar treinamento no Brasil em áreas especializadas. Se eu quiser comprar um curso de Oracle Siebel, presencial, só nos EUA. A explicação dada é que o produto é específico demais para gerar interese de pessoas físicas. São treinamentos dados dentro de empresas. É uma espécie de sinuca: para trabalhar na área, é preciso estar trabalhando nela me primeiro lugar.

Pelo menos existem várias opções de cursos em CD/DVD, cursos online, cursos online com instrutor. O material vem direto da Oracle, é bem mais barato e tem opções que dificilmente serão encontradas no mercado, já que o próprio aluno cria o curso.

A orientação também está online com guias de aprendizado, os Learning Paths e cursos necessários para certificações.

Empresas que faturam centenas de milhões por ano não pulam em novas tecnologias cool do momento. Eles precisam de muito suporte, aplicações e gente com capacitação além de linguagens de programação.

Exemplo? Digamos que você é o responsável por modelar todos os processos de negócio do setor de laticínios e derivados de uma empresa. Ou seja, precisa analisar o negócio, documentar e modelar de forma que possa ser aprimorado e entendido por pessoal técnico, gestores e até mesmo usado em ferramentas.
Um curso de Oracle SOA Suite 11g: BPEL Component Overview, parece ser uma boa idéia para um analista de negócios, por exemplo.

A boa notícia para muitos de vocês, leitores e profissionais é que esses mesmos empresários que reclamam da falta de mão de obra acabam por pagar bem quando encontram talento. Mas lembre-se que muitos desses bons empregos estão em cidades médias e não nas grandes capitais.

Para quem procura por treinamento Java, um bom começo é o Java Training.

Fontes: Oracle Open World e Débora Palermo, Gerente Sênior do Oracle University

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários