Meio Bit » Arquivos » Fotografia » Follow-up do caso Terra Sonora

Follow-up do caso Terra Sonora

Terra responde críticas ao Sonora e promete melhorias para breve.

10/12/2010 às 10:12

Logo que a reformulação no Terra Sonora foi anunciada, antevendo uma loja de músicas virtual potencialmente justa para ambos os lados, coisa rara ainda hoje, assinei o plano intermediário. Streaming ilimitado pelo navegador, mais 25 músicas em MP3 para baixar por mês, tudo isso por R$ 14,90. No papel, é tentador, certo?

Infelizmente, durante os primeiros testes alguns problemas crônicos do Sonora se revelaram, como a impossibilidade de baixar novamente faixas que, hey, eu não baixei (devido a problema de conexão/sistema), músicas com qualidade abaixo do esperado e sem identificação, e canções indisponíveis no formato MP3.

Terra Sonora: ainda há esperança.

Terra Sonora: ainda há esperança. (Clique para ampliar)

Depois daquele episódio, cheguei até Beni Goldenberg, do Terra, dito "pai do Sonora", e bati um papo com ele. Dessa conversa saíram algumas informações e promessas interessantes...

Antes, minhas músicas perdidas. Segundo Beni, o caminho para a resolução de problemas com o Sonora é o help desk do Terra, o convencional que abriga portal, provedor e todos os demais serviços da marca. Uma pena. Acostumado ao tratamento VIP do Grooveshark, onde tenho um email respondido, senão em minutos, em no máximo poucas horas, desanima a ideia de ter que enfrentar um call center para ter restituídas algumas músicas...

Aliás, sobre o problema no download de músicas, cujo sistema atual proíbe tacitamente baixar várias faixas simultaneamente, Beni prometeu, para breve, um aplicativo destinado a esse serviço, o qual, imagino, deverá funcionar como um gerenciador de downloads, mais ou menos como o Locker da 7digital.

A indisponibilidade de canções em MP3 é um problema que afeta 20% do acervo, mas que está sendo resolvido. Azar ou não, a maioria dos álbuns que tentei baixar desde então ainda não está nesse formato... As informações (id3tag) é outra falha que será corrigida pouco a pouco.

O Terra merece aplausos por dar a cara a tapa no mercado brasileiro, até então órfão na comercialização de músicas em MP3 a preços justos. R$ 15 por 25 músicas me soa muito digno, e ainda há o plus do streaming pelo navegador, que resolve muito bem para quem trabalha no PC. Apesar da reação violenta que tive quando da publicação do primeiro texto (tinha perdido músicas, tava brabo 😛 ), ainda confio no serviço e em sua melhora. Ninguém nasce perfeito, e se estão interessados em ouvir o que está errado, e mais que isso, sanar esses problemas, que bom!

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários