Meio Bit » Baú » Indústria » LG inventa requisito do Gingerbread para negar atualização

LG inventa requisito do Gingerbread para negar atualização

LG inventa desculpa para não atualizar smartphone para o Gingerbread e é desmentida logo em seguida.

09/12/2010 às 9:48

O que acontece imediatamente após o anúncio oficial de uma nova versão do Android? Choradeira, desespero e incerteza sobre a atualização dos modelos já lançados no mercado. E se você achava que esse calvário era exclusividade de países do terceiro mundo, surpresa: os americanos também sofrem do mesmo problema.

Veja, por exemplo, o caso dos donos de smartphones baseados no Optimus One, da LG. Trata-se de um modelo de referência que é comercializado com outros nomes por praticamente todas as operadoras americanas. Foi lançado em outubro, tem especificações bem comuns, o que está longe de ser sinônimo de ruim, e sai de fábrica com o Android 2.2 "FroYo".

LG, LG... Algum corajoso perguntou, na página da LG Mobile no Facebook (tópico já devidamente apagado), se esse modelo seria atualizado com o Android 2.3 "Gingerbread". A empresa respondeu o seguinte:

"Então, a linha Optimus não receberá a atualização do Gingerbread porque ela tem processador de 600 MHz, e os requerimentos mínimos para o Gingerbread exigem processador de 1 GHz. Em outras palavras: é impossível atualizar o processador, infelizmente."

Já diziam os mais velhos que mentira tem perna curta, e não demorou muito para alguém, no caso Dan Morrill, um líder da comunidade Android, desmentir a subsidiária americana da fabricante sul-coreana. Disse ele, no Twitter:

"Nota aleatória: não existe requerimento de processador mínimo para o Gingerbread. Confie em mim, se houvesse, eu saberia ;)"

Vamos fazer um bolão para ver se alguém descobre qual será a próxima desculpa esfarrapada?

Fonte: Engadget.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários