Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Google Editions. Okay, mas quando?

Google Editions. Okay, mas quando?

Google faz mistério em relação ao Editions, novo serviço que promete ser uma livraria de ebooks universal.

03/12/2010 às 14:03

google_001.png O Google Editions havia sido prometido para o ano que vem, mas segundo fontes da indústria e o The Wall Street Journal, a nova livraria do gigante deve acontecer ainda antes do final deste ano.

No fervelhudo mercado editorial, a Google tentará sair na frente destacando-se dos grandes players apostando em novos formatos comerciais e de relacionamento.

Formatos de venda como Amazon-Kindle ou o Apple-iBook Store devem dar lugar a um modelo bastante inovador que pretende o seguinte:

Ao invés de comprar um livro de uma única loja online (como é o caso hoje em praticamente todas as marcas da indústria), o usuário poderá comprar livros tanto da loja Google Editions como também de virtualmente qualquer distribuidor cadastrado ou livraria independente, associando assim sua compra à sua conta do Google e podendo ler seu livro em qualquer lugar, em qualquer dispositivo com acesso a web.

google_002.jpg O lançamento da Google Editions vem sendo adiado desde maio deste ano. Por uma série de explicações e (segundo muitos) desculpas estratégicas de marketing e momentum, cabeças como o atual gerente de produtos editoriais da marca, Scott Dougall, inundam a imprensa com informações pouco consistentes, como:

"Por conta da complexidade do projeto, não quisemos lançar nada que não estive amplamente preparado (para o mercado)".

Duh? Que o mundo todo tem razão em levar a sério lançamentos e projetos de uma empresa como a Google, todos já sabemos. Agora, levantar essa lebre sem sequer dizer quem serão as "livrarias independentes" que atuarão como partners do empreendimento já é um pouco demais.

De qualquer forma, não se sabe nada além disso e de que o lançamento deve ocorrer agora até o final do ano para o mercado americano, e em algum momento do primeiro trimestre de 2011 para o resto do mundo.

Quem acredita agora...

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários