Meio Bit » Baú » Indústria » Linux não é bloatware

Linux não é bloatware

06/04/2006 às 8:12

Você leu aqui no Meiobit.com sobre a possibilidade do notebook de US$ 100,00 de Nicholas Negroponte usar uma versão específica do Windows CE como sistema operacional em lugar do Linux. Negroponte afirmou que o Linux é "gordo" demais para o projeto. O autor do artigo, nosso estimado amigo Cardoso, consoou com esta opinião. Como membro da comunidade do software livre venho apresentar fatos que demonstram que ambas opiniões estão incorretas, a primeira por ser mal intencionada e a segunda por ser descuidada. Leia esta peça polêmica e descubra um pouco mais sobre o Linux.Quando Negroponte fala que o Linux está gordo demais ele tem 500 milhões de motivos para fezer isso. Cada computador será vendido por US$ 100, e estima-se que sejam produzidas 5 milhões de unidades (no mínimo). Como poderia uma empresa ver este montante de dinheiro e não fazer nada. Conclusão número 1:
- Negroponte abandonou os laboratórios do MIT para fundar uma empresa que irá movimentar 1/8 do lucro da divisão de mainframes da IBM em um ano. Grande jogada, abandonar a vida de filantropo para juntar-se ao clube da Forbes;

O Linux não poderia pagar nada à Negroponte por sua adoção no programa One Laptop per Child. A Microsoft pode. Se cada licença de Windows CE incluída no projeto custar US$ 10,00 não haverá muito drama em vender-se o laptop de US$ 100 por US$ 110. No entanto se Negroponte levar 5% de comissão por cópia (US$ 0,50) isso significa US$ 2.500.000,00 por ano de comissão. Pague-me isso e eu chamo o Linux, minha namorada e sua esposa de gordos. Conclusão número 2:
- Danem-se as crianças do terceiro mundo e a inclusão digital, se eu puder comprar uma Ferrari Enzo até Janeiro de 2007 esse laptop sai com Windows mesmo.

Com esses dois argumentos simples afirmo. Negroponte abriu as portas para o Windows CE não porque o Linux é gordo, mas sim porque suas contas bancárias ficarão mais gordas. Simples assim, pois é assim que tudo funciona no mundo corporativo.

Mas porque a opinião do Cardoso é equivocada, ele também vai levar US$ 2.500.000,00 por ano da Microsoft? Não, é claro. Mas devo discordar dele, em prol da iluminação (ohhhhhhhhhhh). Haha. Vamos lá, quando Cardoso afirma:

"O Linux desde que se tornou funcional no Desktop se tornou um bloatware. Hoje nenhuma instalação útil vem em menos de 2 CDs (download pós-instalação não vale). Na configuração dada, 512 disco 128 RAM 500MHz CPU, dificilmente um KDE da vida vai se dignar a rodar."

Engana-se três vezes.

1- O KDE roda com 128MB de RAM
Pode parecer mentira, mas não é. Tanto KDE como Gnome rodam com 128MB de RAM. Conheço pessoalmente um dos desenvolvedores principais do KDE, o Helio Castro, e posso assegurar isso. Helio trabalha ativamente no desenvolvimento do KDE 4 e participou da Akademia em Málaga, Espanha, em 2004 e quando ele ouve que KDE não roda com 128MB de ram fica azul de raiva, porque isto é um mito. Com algumas otimizações de desempenho e configurações adequadas o KDE 3.5 executa bem com 128MB de RAM. Com uma recompilação adequada ele pode mesmo ter um desempenho melhor que o do Windows 98 em máquinas com pouca memória.
Além disso o Linux possui diversas interfaces gráficas mais simples e que necessitam menos ainda de recursos. De fato o Linux possui interfaces gráficas que poderiam rodar em minha calculadora gráfica HP 49G (que possui 1,5MB de RAM). De todos os sistemas operacionais em produção hoje no mundo apenas dois não executam interfaces gráficas com 128MB de RAM ou menos: Windows e MacOS X.

2- Uma instalação útil de Linux vêm em 1 CD
Errado. Possuo um Linux completo dentro do meu memory key Kingstone de 512MB, ela tem navegador de web, editor de textos, editor gráfico, software para IM e mais uma dúzia de programas de uso geral. E aqui preciso definir o que é útil. Se útil é um sistema que traz consigo programas que você precisa e usa no dia a dia então nunca existiu um Windows útil, pois nenhum Windows traz em seu CD um processador de textos que você possa usar para algo produtivo (por isso todo mundo tem uma cópia pirata do Office XP). Se útil é um sistema operacional que apresenta uma interface gráfica e um navegador web então o Linux (qualquer Linux) ocupa apenas 400MB de seu disco contra 1.2GB do Windows XP. Aqui eu lanço um desafio: pago R$ 50,00 em dinheiro para qualquer um que produza (de forma legal, assim como o Linux) um CD de instalação do Windows XP que traga consigo softwares equivalentes (em nível e produtividade) aos encontrados no CD do Linux Ubuntu 5.10. O Ubuntu é um Linux totalmente "útil" que vem em apenas um CD e entre seus mais de 200 aplicativos traz jogos, editor de textos profissional, navegador para web, IM, IRC, software de mídia, edição gráfica e etc.
Aliás qualquer Linux pode ser instalado com apenas o primeiro CD. No Mandriva, por exemplo, os dois CDs extras trazem apenas aplicativos que você pode ou não instalar no sistema, são opicionais, para que você não fique como um usuário de Windows buscando pela internet programas para tornar seu computador novo em folha algo útil de verdade. Em seus 3 CDs o Mandriva traz até software para modelagem 3D e CAD. Nada de downloads, você apenas escolhe o que quer instalar e ponto final. Usando apenas um CD você tem um sistema básico, que ainda assim traz centenas de aplicações que um usuário de Windows leva horas, às vezes dias, para baixar e instalar em seu computador. O lance do desafio é sério, prove que o Windows consegue fazer legalmente o que o Linux faz e ganhe R$ 50,00 fácil.

3- Bloatware rodando em relógio?
Comparando Linux com Windows usando 1 CD:
Linux: sistema operacional, interface gráfica, servidores diversos, firewall, navegador web, IM, editor gráfico, editor de textos profissional;
Windows: sistema operacional, interface gráfica, servidor de arquivos e impressão, navegador web, IM.
E esse Linux pode rodar com 128MB de RAM, o Windows não. Qual é o bloatware? Se você tem um roteador Linksys wrt54g versão 4 ou anterior você roda um Linux sem saber. Esse roteador possui um processador MIPS de 125MHz, 2MB RAM e 4MB de Flash e usa Linux como seu sistema operacional. E de fato existem muitos projetos que usam Linux como sistema, desde aquecedores de água, torradeiras, computadores embarcados em automóveis, satélites e uma infinidade de outros. Pense sobre isso por um instante: se o Linux fosse bloatware porque ele, e não outro sistema seria escolhido para rodar dentro de um relógio de pulso ou de um aparelho de GPS? Porque a Motorola estaria usando Linux como sistema para sua próxima geração de celulares? O Linux é bom o bastante para rodar em um telefone celular mas é "gordo" demais para um pequeno laptop? Aqui eu lanço outro desafio: Instale e inicialize o Windows XP em um Pentium 150MHz (ou equivalente) com 4MB de RAM e sem HD executando um sotware de roteamento e firewalling e ganhe R$ 50,00. Eu conheço apenas dois sistemas operacionais em produção hoje que não rodam em nada inferior a Pentium 150MHz: Windows e MacOS X. Todos os outros, até onde tenho conhecimento, podem ser executados em hardwares mais antigos e limitados do que esse. Fica então outro desafio, prove que o Linux é bloatware rodando seu principal concorrente em hardware tão modesto quando o necessário para rodar o Linux e leve outros R$ 50,00 fácil.

Esses 3 argumentos dão conta do que havia sido falado anteriormente sobre o Linux ser bloatware. Mas ainda há algo que quero acrescentar. Para Negroponte transformar o Linux em algo menos gordo, adequado à sua visão de computador de US$ 100 para crianças carentes ele precisaria, digamos, de 10 engenheiros de software trabalhando 40 horas por semana. Supondo que levasse 4 meses com 10 engenheiros teríamos 6.400 horas de trabalho que, se pagos a US$ 100,00 a hora, totalizaria US$ 640mil, o que equivale a 6.400 computadores daqueles que ele pretende vender 5 milhões. Parece razoável um engenheiro de software ganhar US$ 200mil por ano? Ou seja, com 0,128% do total de produções estimado Negroponte pagaria as alterações para deixar o Linux tão "magro" quanto ele quisesse. Mas porque gastar algo se você pode gentilmente aceitar a caixinha da maior empresa de software do mundo? C'est la vie.


ATM do Banco Itaú com Windows travado durante boot

___________________________________________________________________________________________
Observações importantes:
1- A Microsoft não vai, oficialmente, comissionar Negroponte ou qualquer envolvido no projeto caso seu sistema operacional Windows CE seja adotado no projeto do Laptop de US$ 100. Isso não é uma acusação séria, mas sim mero exercício criativo do autor deste artigo e não deve ser encarado como algo mais que uma simples suposição. Ainda que comissionar revendedores ou distribuidores por vendas em volume não há qualquer acordo de conhecimento público firmado pela Microsoft para a distribuição do Windows (e qualquer versão) para o referido projeto.
2- Os desafios citados no corpo do artigo são apenas brincadeiras de teor provocativo. Não são concurso do Meiobit.com e não possuem regras ou regulamentos. Tenha em mente que o que fora proposto nos desafios é virtualmente impossível técnica e juridicamente de ser realizado com software proprietário, ainda que seja corriqueiro com software livre. Ainda assim, caso algum leitor consiga realizar o que foi proposto até 06/05/2006, o autor do artigo cumprirá sua promessa de premiação.

Observações não tão importantes:
Este artigo é sério, porém bem humorado. O usuário de software livre provavelmente dispensa a leitura deste texto. Seu propósito é informar sobre os acontecimentos de maneira interessante e provocativa, mas sem ofender. Caso você queira discordar, por favor, faça-o de maneira civilizada. Para tanto preparei algumas pré-respostas a perguntas que, imagino, possam surgir. Se sua dúvida ou comentário estiver entre elas consegui poupar seu tempo:
P1- Falcon, o Linux que roda em 4MB não tem interface gráfica!
R1- Eu sei, mas o Windows XP que roda em 4MB tem?

P2- Falcon, o Linux é bloatware sim, pq eu já vi até versões com DVD de instalação!
R2- Eu sei, mas isso porque um DVD substitui 3 ou 4 CDs com programas. O Windows Vista provavelmente virá em um DVD também, mas continuará saindo da caixa sem um processador de textos onde você possa fazer suas listas de mp3 e sem um programa de slides pra você ver aqueles anexos de e-mails que seus amigos te mandam.

P3- Falcon, você está querendo dizer que o Windows é bloatware?
R3- Me diga o que você acha: um sistema que ocupa 1,2GB de disco e que precisa do disco de instalação ou de terceiros para reconhecer uma plaquinha de rede de R$ 10,00.... acho que é exatamente isso que eu quero dizer. Já mencionei que um Linux traz em um único CD mais de 200 programas de uso cotidiano no desktop?

P4- Falcon, você é um babaca, Windows rulez!!!!
R4- Você pagou pelo seu Windows? Se tivesse que trocar o seu PS2 por ele, vc o faria? (Windows = R$ 300 a R$ 500)

P5- Falcon, quando vc fala de KDE rodando em 128MB, Linux em roteador, interfaces gráficas em menos de 2MB, etc vc está considerando que software precisa ser recompilado... isso não vale!!!
R5- E por que não vale?

P6- Falcon, não vale porque você pode recompilar um Linux pra rodar em um relógio ou em um roteador, com o Windows não dá pra fazer isso!
R6- Quando eu falo de vantagens do software livre é sobre esse tipo de coisa que eu estou falando. Mas você pode escrever um e-mail pra Microsoft pedindo para eles portarem o Windows para o seu relógio ou seu roteador 🙂

P7- Falcon, pra que diabos eu iria querer saber o código fonte do sistema do meu roteador??? Que adianta o sistema do meu roteador ser Linux???
R7- Porque talvez o seu roteador não tenha algo que te faz falta, como SSH ou suporte a sistemas de domínio dinâmico, como o DynDNS.org, e você queira isso sem precisar comprar um roteador novo, oras. A vantagem do seu roteador rodar um sistema conhecido, como o Linux, é que talvez alguém já tenha precisado do que vc precisa e já tenha feito tudo e colocado em algum lugar da web para download. Aí vc só precisa baixar e usar. Quando falo das vantagens do software livre também me refiro a isso.

P8- Falcon, você é muito babaca mesmo!!! Tá sugerindo que a Microsoft vai pagar pro Negroponte pra cada Windows CE que ela coloque nos laptops... você vai ser processado!
R8- Olha... eu duvido que eu seja processado. Primeiro porque tá na cara que é brincadeira e se não estiver eu disse ali nas Observações Importantes que eu não tô falando sério, apenas porque não posso provar nada, claro. Mas você consegue pensar em alguma razão melhor pro Negroponte trocar um sistema que ele poderia usar de graça por um que custa US$ 10,00 por cópia? Talvez pelo bem das crianças excluídas digitalmente.... Segundo porque uma coisa que o pessoal da MS gosta é de uma boa piada... afinal de contas pra estarem a 20 anos fazendo um sistema operacional que quando vc mais precisa apresenta uma tela azul e trava tudo... só pode ser piada....

P9- Falcon, talvez você não seja processado... mas desta vez você vai ser demitido do meiobit.com....
R9- Hummmmm... acho que estou dando motivos pra isso né? Quem sabe eu não deva tirar férias....

P10- Sr. Falcon, aqui é da Microsoft, vamos processá-lo...
R10- Pô gente... brincadeira... criatividade... pouco sono, muito café... sabe como é... a gente fala mesmo.

Bom, se a sua pergunta ou comentário não se enquadra em nenhum dos casos anteriores... fique a vontade.

relacionados


Comentários