Meio Bit » Baú » Fotografia » Hitchcock Storyboard Composer

Hitchcock Storyboard Composer

Algumas sugestões de aplicativos para criar storyboards (para Mac OS X e iOS).

23/11/2010 às 9:20

Se você trabalha com comunicação em geral ou escreve histórias e roteiros, sabe o valor de um storyboard bem feito desde o começo. Até mesmo se essa não é exatamente a sua praia, mas você acaba sempre se envolvendo com o desenho de uma apresentação, siga adiante porque que essa matéria pode lhe interessar.

O storyboard tem um papel fundamental na pré-produção de uma infinidade de trabalhos. Se você se se esforçar para nunca pular essa parte imprescindível de qualquer boa composição que se preze, vai levar com muito mais facilidade a essência e também os principais objetivos da mensagem até todos os membros da sua equipe e a um resultado indiscutivelmente melhor.

Eu utilizo muito uma função do Scrivener (Mac OS X) para isso. Aliás, sem ele e um outro punhado de softwares para o trabalho de organizar e planejar textos e produções mais longas, não sei como faria — e nem quero pensar.

Um outro programa que acho indispensável para grande parte dos meus trabalhos nessa fase de pré-compo é o Contour, da Mariner Software. Há alguns anos ganhei uma licença dele e nunca mais consegui parar de usar. Pessoalmente, chamo-o de "storyboard-em-letra" para roteiros, short-stories e praticamente todo o processo de composição (quando escrita). É um braço inteiro na roda (bem mais que uma mão).

Cada um escolhe um conjunto de ferramentas para criar o workflow de produção que melhor lhe convir. É uma escolha pessoal.

Entretanto, no caso de storyboards em particular, muitas pessoas batem um pouco de cabeça por não terem um traço muito claro, ou porque simplesmente não gostam de rabiscar e desenhar. Bem, essa é uma visão mais clássica do processo de constituição de um bom storyboard e você não deve deixar de fazê-lo por isso. Pelo contrário...

Hoje já se preparam pré-materiais de altíssima qualidade com ilustrações digitais, colagens e principalmente com fotografia. O paradigma de um storyboard de alto nível pode facilmente ser dividido entre o clássico e o moderno, sem medo.

Por exemplo, ninguém mais pode negar o fator mobilidade em virtualmente qualquer workflow. Há quem pensasse que isso poderia ser frescurinha e que o processo de criação nessa fase inicial tem que ser pensado e feito offline, local e mais estaticamente. Nop. Vá para as ruas, ganhe o mundo, não perca nada: comece a criar lá mesmo. What'ahell...

Recentemente me indicaram o Hitchcock Storyboard Composer, da Cinemek para iOS. Tenho utilizado-o nas últimas duas semanas e só tenho coisas bacanas para falar sobre ele.

Eu pessoalmente gosto de cartunar e rabiscar nessa fase, mas não escrevo isso na pedra. Especialmente se a coisa toda puder envolver fotografia — como é o caso. Eliminando totalmente a necessidade de desenhar, compor um storyboard não pode ficar mais fácil que isso (vide videos abaixo).

De quebra, você descobre uma maneira de ilustrar sua composição na hora e com a ajuda de silhuetas, fades in/out, ligações e legendas muito bem dispostas e intuitivas. Joinha mesmo. Storyboard dinâmico e com áudio? Por que não, criativo?

O app também dá direito a exportar os arquivos finais em PDF e também subí-los em um servidor próprio da casa para você compartilhar com outras pessoas o resultado final do trabalho.

Tudo ali, no seu iPhone/iPad/iPod touch. Show. Então, mãos à obra: Cinemek Hitchcock.

E o app em ação, aqui:

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários