Meio Bit » Arquivos » Games » John Carmack quer fazer jogo para o Kinect

John Carmack quer fazer jogo para o Kinect

Para um dos criadores do Doom, seria bom desenvolver para o Kinect, mas jogo não poderia ser um FPS.

19/11/2010 às 16:42

dori_carm_19.11.10

O Kinect parece ter caído nas graças da maioria das pessoas que tiveram contato com o acessório, mas também é inegável que o acessório precisa de alguns jogos menos casuais. Logo, é muito bom saber que um dos mais respeitados nomes da indústria, John Carmack, está muito interessado em desenvolver algo para o sensor de movimentos do Xbox 360, mas segundo um dos criadores de alguns dos jogos de tiro em primeira pessoa mais importantes já criados, o jogo não deverá ser parecido com o gênero que o consagrou.

Tenho vontade de fazer um jogo usando o Kinect para a Xbox Live, mas não sei o que quero fazer ainda. Não posso usar o Kinect para nosso jogos reais. não há lugar para os nossos FPSs atuais nele, mas é uma tecnologia interessante e a Xbox Live seria a plataforma perfeita para fazer algo usando ela, na mesma escala de um jogo para os dispositivos que usam o iOS.”

Em outras palavras, Carmack provavelmente trabalharia em mais um jogo de dança/quebra-cabeças/mini-games, o que pode ser considerado um belo balde de água fria para quem aposta no Kinect como uma opção também para os games hardcore. A Microsoft continua afirmando que 2011 será o ano que o acessório apresentará jogos assim, mas até que isso acontece, nos resta tentar pensar em como seria jogar um FPS sem termos que apertar botões.

Depois de ficarmos sabendo que John Romero criará para o Facebook e que a Disney praticamente desistiu dos consoles por causa dos games para redes sociais, talvez esteja chegando a hora de duvidarmos daquela história de que há espaço para todos os estilo e começarmos a nos preparar para em pouco tempo sermos considerados a minoria do mercado. Mas ainda não vou me desesperar, tenho fé de que essa bolha estourará antes disso acontecer e que um dia essa moda servirá para tornar a indústria ainda melhor, assim como o crash de 1983.

[via Joystiq]

relacionados


Comentários