Meio Bit » Baú » Games » Take-Two: É irrelevante reclamar dos usados

Take-Two: É irrelevante reclamar dos usados

Para executivo da produtora, combate aos jogos usados deve ser feito com mais qualidade e não punindo os usuários.

15/11/2010 às 10:09

dori_usad_12.11.10

Sabe aquela velha discussão sobre os jogos usados serem ruins para as desenvolvedoras e de elas estarem buscando diversas alternativas para diminuir essa prática, como a disponibilização de conteúdo que só pode ser obtido através de um código e que só pode ser usado uma vez? Pois se boa parte das empresas acham que esse é um mal a ser combatido, Strauss Zelnick, futuro CEO da Take-Two, disse que talvez a solução seja o aumento da qualidade dos games.

A crítica ao mercado de jogos usados é irrelevante. Você não precisa usar uma vara para punir os usuários que compram usados, precisa dar a eles uma razão para comprar os novos. Você precisa criar algo que seja benéfico aos consumidor.”

Além de ter afirmado que lançar um MMO no ocidente não faz parte dos planos da Take-Two devido ao risco de ele não recuperar o valor investido, Zelnick afirmou ainda que as seis primeiras semanas após o lançamento são cruciais para que ele as prateleiras não sejam inundadas por usados e para ele o aumento desse mercado não é culpa dos jogadores, mas da forma como os criadores falham ao incentivar que eles permaneçam com seus jogos, anunciando por exemplo os conteúdos adicionais que estão por vir.

Eu não sou um crítico ferrenho da tática usada por EA, THQ e outras de bloquear o online para os jogos usados, desde que isso esteja explicito na caixa do jogo, mas também não consigo discordar da opinião do executivo da Take-Two e basta lembrar do preço dos jogos da Nintendo lançados para Wii e DS, que mesmo sem DLC continuam valendo o mesmo da época em que foram lançados.

[via Gamespot]

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários