Meio Bit » Baú » Internet » A Era do Exagero na Internet

A Era do Exagero na Internet

29/03/2006 às 1:16

A banda larga está ficando mais barata e cada vez mais pessoas estão se conectando. Tecnologias como stream de vídeo, áudio, animações, e todo tipo de penduricalho multimídia possível e imaginável espetado no coração dos principais websites do mundo. Amigos, estamos no começo dos anos 80 do século passado, em termos de internet. Sim, estamos na década do exagero.

Os websites, ao invés de melhorar com o tempo e seguirem exemplos como o Gmail, ainda persistem em enfiar-nos um conteúdo em uma ilha, cercarda de parafernalha multimídia que nossos olhos treinados passaram a ignorar.

Já reparou como sabemos ignorar as propagandas direitinho? As páginas hoje em dia parecem um feirão onde você está tentando encontrar o essencial, a informação, mas dúzias de vendedores estão gritando e empurrando. A informação está lá, espremida no meio de fotos de modelos seminuas, propagandas de seguro de vida, de venda de automóveis e websites de emprego, relacionamento amoroso e qualquer outro tipo de inutilidade entre você e o conteúdo.

Já aconteceu com você?
O Palocci caiu, clique. Blah, foi para uma propaganda oferecendo um programa qualquer, fecha o pop... "espere enquanto você é redirecionado", o banner na página oferece uma alternativa ao Viagra. Eu só queria saber mais sobre a queda do ministro, umas 20 linhas, só isso. Pam! É preciso cadastrar para ler essa notícia. E um formulário
com uns 25 campos é exibido. Desisto e tento outro.

Algo que os designers adoram e só eles, porque todo o resto do mundo odeia é essa mania de usar fontes pequenas. Párem! Párem de usar fontes minúsculas para texto. Não invente com cores berrantes. Texto para ser confortável de ser ler em tela, precisa de contraste. Se você não sabe o que é isso, mude de profissão.

A Internet ainda precisa passar pela segunda onda de limpeza. Lembra quando os applets java eram uma coqueluche e depois varridos do mapa, junto com vários outros badulaques exagerados? Pois é. Estamos precisando de uma nova onda de varrimento de exageros. Vamos ver quem será o primeiro, porque da forma que está vou continuar navegando com meu proxy para bloquear conteúdo inútil, mais rápido e sem interferências.

relacionados


Comentários