Meio Bit » Arquivos » Internet » Mozilla lança F1 para se manter na onda.

Mozilla lança F1 para se manter na onda.

11/11/2010 às 12:50

'Sharing'.

Altas ou baixas, as marés que ditam o ritmo dos lançamentos acontecem como se por ondas. Recentemente, o criador do falecido Netscape (Marc Andreessen) ressurgiu das cinzas navegando com as velas de uma ótima idéia: o RockMelt.

Como prova de quem ele não estava pensando sozinho em compartilhamento e navegação dentro da mesma experiência, a Mozilla Messaging disponibilizou ontem o F1, um novo add-on para o navegador da casa, o Firefox. Mas são coisas diferentes...

O RockMelt procura integrar ao browser praticamente tudo aquilo que o usuário precisa para amplificar sua experiência social durante a navegação. Já o F1, para quem não abre mão do Firefox, procura resolver um problema cada vez mais incômodo nas páginas de web: o 'share this'.

Como não existe uma padronização para o compartilhamento, cada website decide por si próprio como facilitar ao usuário a tarefa de indicar seu conteúdo caso ache-o interessante. É aí que começa o carnaval de codelines, plugins e mil botões em todo o canto.

Correndo atrás do trem do óbvio, o F1 também vende a idéia de que a curtíssimo-prazo não se precise mais de mil botões e que a opção de 'sharing' seja uma parte natural de qualquer navegador - mesmo que por enquanto, apenas para não perder o momentum capturado pelo RockMelt, o próprio Firefox disponibilize isso através de um add-on. Nativo, nada. O Opera vem sempre tentando, mas não 'pega'.

É o momento ideal para que olhares empreendedores como os de Andreessen compactem todas essas demandas em um único pacote. Hoje, apenas o RockMelt oferece em um navegador coisas como Delicious, Xmarks, chat, favs, redes sociais, lifestream e até mesmo todo o F1; out-of-the-box. Mas isso não deve durar muito. Naquilo que podemos chamar de a 'padronização silenciosa da vez', quase todas as browser-houses se movimentam nessa direção.

Para que isso aconteça de maneira mais fluída, toda a rede mundial deve atualizar-se de acordo. Por exemplo, apenas o Facebook, Twitter e o Gmail oferecem opções de integração como as do F1 sem muitos traumas, dada a sua popularidade e o implementação do padrão OAuth de autenticação e acessos.

De qualquer forma, entre o caos visual de muitas páginas da rede e a chatice de se perder tempo escolhendo entre essa ou aquela extensão, salvarão-se aqueles navegadores que fizerem o melhor trabalho em integrar tudo isso. Discute-se agora questões como segurança da informação, handshake de serviços, blá blá blá... pontos rápida e perfeitamente 'decifráveis'.

O que acho bacana é o facto do RockMelt ainda estar em Beta e já causar todo esse efeito, obrigando até a Mozilla a lançar quase-lançamentos, ao meu ver, apenas para não perder o trem. Supõe-se que browsers como o Chrome, Explorer e o Safari continuem quietinhos, preaprando a sua resposta. E que não sejam extensões e add-ons mixurucas!

No final das contas, a camisa pesa né Seu Andreessen? Legal isso. (Welcome back dude!)

O F1 é, eeerrr... óbvio. Tem muito mais cara de um lançamento 'não me inclua fora dessa' para não perder a crista da onda, do que algo realmente útil, inovador ou necessário - especialmente se levarmos em conta a situação atual da relação entre navegadores e as novas demandas do usuário.

Para mim não passou de 'bobo, chato e feio'. O irônico é o nome: F1 (key para 'Ajuda').

Mas, como tudo na rede funciona através das preferências do freguês, vale a pena você conhecer, testar e ver se gosta:

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários