Meio Bit » Baú » Games » Novidades sobre o Playstation 3

Novidades sobre o Playstation 3

29/03/2006 às 1:45

Anúncios feitos sobre o Playstation 3 na GDC 2006:

1) Ao contrário da desprezível estratégia da Microsoft de lançar uma versão do console com um HD de 20 Gigabytes e outra sem, o PS3 virá com HD - o HD será de 60 Gigabytes (expansível) e virá com Linux. Yay!.

2) Eles ouviram a voz do povo e o controle não será mais o batarangue! Yay x 2!
A nova versão será revelada na próxima E3, que ocorre em Maio, se não me engano.

3) Assim como no caso do Xbox 360, o lançamento será simultâneo (EUA, Japão, Europa), em Novembro (provavelmente, nunca se sabe).

4) Os jogos não terão travas de região, como os de PS2, Xbox e Xbox360 - ou seja, vai dar para jogar jogos japoneses e europeus sem precisar de um modchip.

5) Ao contrário do Xbox360 que tem de emular os jogos do Xbox (e por isso nem todos são compatíveis), todos os jogos de PS1 e PS2 rodarão no PS3, e com gráficos melhorados e loading times diminuídos, como já acontece quando você coloca um jogo de PS1 em um PS2.

6) Esta sexta 'novidade' é uma conclusão minha - se o PS3 vai rodar jogos de PS1 e 2, significa que o leitor Blu-Ray dele será compatível com CDs e DVDs, não? Por isso eu digo que formato não faz diferença em consoles... O Gamecube é um excelente console que só não deu certo por incompetência da Nintendo, e usa uma mídia própria que não é usada em lugar nenhum.

7) Estimativa de preço no início: USD 500 a 550. Vai fazer diferença? Não. Por que não? Porque vai baixar com o tempo, e quem compra consoles logo no lançamento é uma pequena minoria (mesmo no caso do 360 - as estatísticas aí foram distorcidas pela Microsoft por ela ter produzido tão poucos consoles).

Ok, essas são as novidades sobre o Playstation 3. Tirando minha 'dedução' no número 6 e o número 7, que são estimativas de economistas americanos das algumas firmas famosas (inclusive sobre o perfil de quem paga o preço de lançamento de um console e porque o preço inicial não fará diferença depois um tempo etc), o resto é tudo oficial e falado na GDC 2006.

E... Hard Drive + processador PowerPC (detestei desde o início a mudança da Apple para a Intel, isso fica para outro post - basta dizer que nunca tantos Macs deram tantos paus de hardware e de sistema - veja no fórum da própria Apple, onde inclusive eles costumam apagar os posts que não os agradam) + placa gráfica melhor que qualquer uma existente no mercado + Linux? Dá vontade de conectar logo um teclado e um mouse e usar o Play3 de computador 😉

Se você achou que eu estou causando polêmica ao criticar a decisão da Microsoft de lançar 2 versões do Xbox360, leia meus motivos após o clique...

------------------------------

Ok, vamos lá. A Micro$oft lançou 2 versões do Xbox360. Uma com Hd e outra sem. Por que eu (e toda a imprensa especializada) achou isso a estratégia mais estúpida e desprezível que a MS poderia fazer com o Xbox360?

1) A versão Core (sem o HD) foi lançada só para a MS poder dizer que lançou o 360 com o mesmo preço que lançou o xbox original, 299 dólares;

2) A versão Premium custa 399 dólares e tem a mais: Hard Drive de 20 GB, controle remoto, controle sem fio, headset, cabo vídeo componente e cabo ethernet (além de acabamento cromado 😉

3) Ignoremos o controle sem fio, já que controle (com fio) vem também na versão Core. O controle remoto é bom, mas não essencial. O que você vai precisar comprar para jogar então? Um cabo vídeo componente, já que o Xbox360 numa TV que não seja HDTV não demonstra tanta diferença em relação ao Xbox1 - ou seja, é besteira jogar o 360 em uma TV que não seja HD 720p e/ou com um cabo A/V comum como o que vem com a versão Core - um memory card de 64 MB (40 dólares), e, para jogar online, o cabo Ethernet e um headset. Só o Memory Card e o Headset já chegam a 80 dólares. Ou seja, por, digamos, 390 dólares (coloquei 10 dólares pelos cabos, chutei mesmo), terá um Xbox360 com um mísero Memory Card em vez de um HD e um controle inferior (com fio), e sem controle remoto. E não vai poder jogar demos que o Xbox Live oferece por download, não poderá baixar muitos patches para jogos, não poderá jogar jogos do Xbox1 (já que requer um emulador com constantes atualizações) e ainda vai precisar de mais um Memory Card algum dia. Total com 2 memory cards? 430 doletas.

Por que isso é tão ruim? Porque a maioria das pessoas que compra um videogame não sai lendo meiobits e sites específicos sobre games por aí. então, é bem possível o pai que vai ao Wal-Mart para presentear o filho com um videogame vai comprar a versão mais barata achando que está economizando, já que ele não entende metade de toda essa ladainha que eu expliquei.

E, tirando o fato da Microsoft mais uma vez escrotizar e lançar a versão Core só para se gabar que lançou o 360 com o mesmo preço do Xbox original (sim, ela está se gabando por isso lá fora), existe um fator ainda pior: como não se sabe quantos comprarão ou não o HD, os desenvolvedores estão completamente confusos. Eles não sabem se podem confiar no HD, ou seja, lançar um jogo que exija o HD, pois ninguém sabe qual a versão que venderá mais depois que passar a histeria e a falta de consoles. O único jogo dependente de HD até o momento é Final Fantasy XI, mas este já é um MMORPG com base consolidada no PC e no PS2. Nenhum outro jogo foi confirmado que precisará de HD. Enquanto isso, todos os jogos do PS3 farão uso do HD, jã que não haverá a versão 'pé de boi'.

relacionados


Comentários