Meio Bit » Arquivos » Indústria » Kernel Linux chega à versão 2.6.16

Kernel Linux chega à versão 2.6.16

28/03/2006 às 7:34

Foi lançada dia 20 de Março de 2006 a versão 2.6.16 (estável) do kernel Linux. Entre as novidades estão:
- Suporte à novos dispositivos;
- Suporte à sistemas de arquivos para clusters (Oracle OCFS2);
- Suporte à plataforma Cell;
entre outras.Para uma lista um pouco mais completa visite a página do KernelNewbies (em inglês). Mas sem dúvida o grande ponto a destacar é o suporte oficial ao Cell. Isso mostra que há planos (não publicados ainda) de fazer essa plataforma chegar ao mercado de máquinas comerciais. Provavelmente o Cell estréia primeiro no setor corporativo, como servidor de aplicações de alta potência, mas seu suporte ao Linux mostra a possibilidade de em breve (talvez 1 ano ou 2) termos a possibilidade de comprar um desktop ou workstation com essa nova plataforma.

Penso que boa parte do suporte ao Cell tenha sido escrito por profissionais da própria IBM, já que eles precisam de um sistema operacional para testar de verdade o que andam criando por lá e são a empresa que mais contribui para o kernel Linux hoje. Mas alguma coisa deve ter vindo dos laboratórios da Sony e da adaptação que sofre o Linux por lá para rodar no PS3. Como o Linux é GPL é mandatório que qualquer alteração feita no kernel seja disponibilizada para a comunidade de software. E como a Sony já anunciou que o motor do PS3 é Cell + Linux, tudo que eles fizeram para rodar o kernel no console deve ser liberado como GPL também. Esse material é provavelmente a base para o suporte à plataforma Cell que aparece nesse kernel agora. Mas esse suporte não precisaria ser incluído na distribuição oficial do kernel, como ele foi só posso pensar que isso ocorreu porque o pessoal que gerencia o kernel sabe que o Cell deve chegar em breve à computadores de uso geral. Assim quando o primeiro computador com Cell chegar (seja um server ou outro tipo de máquina) o Linux já estará pronto para ser executado nele.

O Linux é o primeiro kernel da história a trazer esse suporte, e por enquanto é o único, claro que outros projetos de sistemas livres como o BSD e o Solaris irão dar uma olhada nesse código para fornecer seu próprio suporte ao Cell (é assim mesmo que as coisas funcionam em software livre, faz parte do processo de não reinventarmos a roda a cada 6 meses), mas sem dúvida coloca o Linux em vantagem contra qualquer outro sistema para rodar nesse tipo de hardware, já que pode-se dizer que o suporte à Cell do Linux é semi-oficial, pois as criadoras do hardware (Sony, IBM e Toshiba) já anunciaram que o Linux é o sistema de escolha para o desenvolvimento da plataforma.

Isso abre ainda uma perspectiva que vale a pena completar... o Windows mal conseguiu implementar suporte pleno aos processadores de 64 bits... e sequer pensou ainda no que fazer com dual core. Espera-se que o Vista, quando finalmente sair (depois de 3 atrasos o que impediria um quarto ou quinto adiamento de cronograma?) implemente finalmente um suporte decente aos 64bit e ao dual core. Mesmo que o STI permita que a MS porte seu sistema operacional para o Cell, quanto tempo levará até que a MS tenha um Windows for Cell rodando de maneira adequada? Durante esse tempo apenas o Linux (e outros sistemas livres) estarão prontos para esse tipo de hardware. Se ele cumprir as promessas de ser até 10 vezes mais rápido que qualquer processador hoje existente uma solução Cell + Linux será muito mais adequada para negócios que um x86 + Windows. Se os custos forem realistas talvez seja essa dupla que vá varrer o sistema operacional Windows do mercado corporativo de volta para seu nicho doméstico... apenas até o primeiro desktop Cell chegar. O Linux já está pronto pra briga.

Leia mais a respeito do suporte à plataforma Cell adicionado no kernel Linux (em inglês).
Leia mais a respeito do que o Cell pode fazer (em inglês).
Leia mais a respeito do Cell no PS3 (em inglês).

relacionados


Comentários