Meio Bit » Baú » Hardware » O que vale mais: Adobe Flash ou duas horas extras de autonomia?

O que vale mais: Adobe Flash ou duas horas extras de autonomia?

Remoção do Flash aumenta a autonomia do MacBook Air. Vale o sacrifício manter o OS X longe do plugin mais controverso da Adobe?

04/11/2010 às 8:50

Flash. A cruzada de Steve Jobs contra o Flash acaba de ganhar um reforço de peso. É sabido que conteúdo rico criado em cima da tecnologia da Adobe não é o melhor amigo de baterias, sejam de celulares, sejam de notebooks. Isso, além das travadas ocasionadas pelo plugin no OS X, levaram o todo poderoso da Apple a simplesmente remover o mesmo da pré-instalação do sistema nos novos MacBook Air.

E não só deles. Daqui pra frente, os novos computadores da empresa sairão com essa configuração padrão. Nada de Flash, se o usuário quiser Flash, ele que instale. Mais uma excentricidade de Jobs? Ou um movimento inteligente para blindar o OS X contra falhas?

O Ars Technica fez testes idênticos, um com o Flash, outro sem ele, removido totalmente do sistema. Eis a conclusão:

O Flash instalado pode encurtar consideravelmente a autonomia da bateria — algo em torno de 33% nos nossos testes. Com alguns sites carregados no Safari, os anúncios feitos em Flash mantiveram o processador rodando bem além do que parecia necessário, e o melhor tempo obtido com o Flash instalado foi de apenas 4 horas. Após remover o Flash, no entanto, o MacBook Air funcionou por 6h02 — com o exato mesmo conjunto de sites carregados no Safari, e anúncios estáticos substituindo as versões em Flash sugadoras de CPU.

Não bastasse o incremento na estabilidade do sistema, agora há outro (forte) argumento para o fim do Flash. Autonomia de bateria é um dos problemas mais chatos e difíceis de contornar em equipamentos modernos, qualquer coisa que piore (e como piora, 33%!) esse cenário corre o risco de ter sua imagem suja ante o público.

Vale dizer que não basta instalar o FlashBlock para que os benefícios de um sistema "Flash-free" sejam sentidos, já que esse tipo de complemento apenas oculta o conteúdo em Flash do usuário, permitindo que o navegador continue carregando-o. A solução é drástica mesmo: dar um fim ao plugin. E aí, vai encarar?

relacionados


Comentários