Meio Bit » Baú » Hardware » Logitech K750: esqueça as pilhas, você só precisa de luz

Logitech K750: esqueça as pilhas, você só precisa de luz

O Logitech Wireless Solar Keyboard K750 dispensa pilhas e baterias e usa luz para recarregar.

03/11/2010 às 13:16

Se você pretende comprar um teclado sem fio, não se faça de rogado e acrescente uns R$ 30,00 ao preço final para pilhas recarregáveis. Não tem jeito, é um mal necessário, o único ponto negativo nesse tipo de acessório sem fio.

Logitech Wireless Solar Keyboard K750.

Logitech Wireless Solar Keyboard K750.

Boas ideias aparecem a todo momento, e a Logitech teve uma para acabar com esse incômodo das baterias: um teclado movido a luz. Não se deixe enganar pelo nome, Logitech Wireless Solar Keyboard K750; embora faça referência ao Sol, qualquer fonte de luz é suficiente para recarregar o teclado, graças aos dez painéis presentes no topo, a mesma tecnologia que há décadas auxilia calculadoras.

A Logitech garante tanto o novo método de recarga que, no K750, ele é único — não espere encontrar um compartimento para bateria auxiliar. Totalmente carregado, o teclado pode ser usado por até três meses na escuridão total, período bastante satisfatório considerando que é difícil alguém ficar três meses no escuro. Acompanha o produto um aplicativo, para Windows, que monitora a energia do teclado, avisando o usuário quando o nível está baixo.

O teclado em si, segundo a própria Logitech e alguns reviews espalhados pela Web, é muito fino e leve, e usa o receptor Unifying da Logitech na frequência de 2,4 GHz. Na prática, essa tecnologia permite que até cinco dispositivos sejam conectados através do mesmo receptor, economizando portas USB, item cada vez mais escasso em sistemas modernos.

O preço sugerido pela Logitech é US$ 80,00, e considerando que esse será o único gasto em toda sua vida útil, é de se pensar. Alguns sites reclamaram da "falta de inovação" do teclado, mas... sinceramente, melhor assim do que algumas aberrações que substituem F1-12 por funções secundárias como padrão, não?

Para conhecer melhor (em inglês):

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários