Meio Bit » Baú » Internet » Os incomodados que se mudem...

Os incomodados que se mudem...

27/10/2010 às 9:02

61750523

Há quem diga que a integração de tudo e todos é o novo Eldorado rumo aos verdadeiros tempos modernos. Há quem discorde. E no meio, há quem fale só bobagem...

Quando o bobagento está à frente de um dos maiores gigantes corporativos de todos os tempos, a lorota suscita surpresa e até paranóia.

Questionado pela CNN sobre a penetrabilidade invasiva do Google Street View e as recentes críticas sobre a privacidade das residências que fotografa, Eric Schimidt disse: "Bom, você pode mudar [de casa] se não gostar, certo?".

Uma pessoa minimamente esclarecida sabe que o poder (real) está no conhecimento. Quem detém e disponibiliza a informação quase sempre acaba tendo muito mais influência que aquele que a utiliza. E é exatamente aí que o dedinho do pé aperta, mas não no sapato do Google.

Como quando se cogitou que as viaturas do Google SV coletavam dados e senhas de usuários domésticos via WiFi enquanto passeavam discretamente pela vizinhança, até Sir Paul McCartney deu peetee. O fato é que, boato ou não, muito estranhamente nada foi publicado de maneira convicente e que pudesse dissolver a questão de uma vez por todas. O que gera mais boato, muitas perguntas, pronto... todos passam a achar que Eric Schmidt é o padrinho do eixo do mal. O pior é que ninguém pode confirmar que ele não é 🙂 e isso parece funcionar muito bem — para a marca.

O que se sucede é um joguinho midiático onde um diz que ele "falava curiosamente sério", enquanto Eric depois esbofeteia a mídia sempre com a mesma cara e tom dizendo que "estava só brincando".

Ele já tinha brincado com coisa séria antes e mostrou que tem boa vocação como bobagento quando disse que "num futuro próximo, todo jovem poderá mudar de nome para se desvincular das bobabens que fez na juventude" e até escapar dos registros do Google (no MediaBistro).

Análogamente, a boca aberta do CEO é uma boa metáfora para o m.o. da empresa que ele conduz: passa e pega geral, manda para dentro. Depois a gente mastiga tudo, digere, aproveita. O resto sai no xixi.

Obeso de todo tipo de informação, o Google é tudo menos regime qualitativo.

Viu só? Para ser grande, além de ter a boca enorme, tem de ter um estômago espetacular.

Deu no Gawker.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários