Meio Bit » Baú » Hardware » [Review] Notebook Lenovo IdeaPad U350

[Review] Notebook Lenovo IdeaPad U350

Confira a análise completa do notebook Lenovo IdeaPad U350, o peso-pena da fabricante chinesa que roda até vídeos em alta definição!

25/10/2010 às 14:01

Algumas semanas atrás, minha irmã me pediu para encontrar um notebook para ela. As seguintes instruções me foram passadas:

  • "Leve e pequeno, mas não tanto quanto um netbook" (miopia das bravas);
  • "Rápido" (existe característica mais vaga que essa?);
  • "Bonito".

Fica claro que ela não é exatamente especialista no assunto, o que aumentou minha responsabilidade. Após muita pesquisa, cheguei ao Lenovo IdeaPad U350. É um modelo relativamente novo da marca chinesa, que desde que comprou a divisão de notebooks ThinkPad, da IBM, ganhou muita notoriedade no ocidente. O modelo testado conta com acabamento belíssimo, tamanho e peso reduzidos, mas não tanto quanto um netbook e que, para o dia-a-dia, é rápido o suficiente para tarefas triviais, como uso do pacote Office e Internet.

Lenovo IdeaPad U350.

Lenovo IdeaPad U350. (Clique para ampliar)

Faz uma semana que estou com o notebook, e já deu para sentir qual é a proposta dele, encontrar os pontos fracos e também onde ele brilha muito. Sigam-me os bons!

Características externas e acessórios

O Lenovo IdeaPad U350 tem tela de 13,3" e pesa apenas 1,6 kg. É a última fronteira antes dos lentos netbooks, o que lhe garante algumas vantagens desses pequeninos, bem como o livra de alguns problemas crônicos dos mesmos, como tela diminuta e baixo poder de processamento.

A caixa onde o notebook vem é igualmente compacta, e no pacote vêm, além do computador em si, manual do usuário, bateria (4 células) e o adaptador AC.

Econômico nos acessórios.

Econômico nos acessórios. (Clique para ampliar)

Por fora, o U350 agrada bastante. A tampa é preta e possui uma textura xadrez agradável ao tato. No canto superior direito, apenas o nome da marca, cromado. Ao abri-la, a bela tela LCD com backlit de LED de 13,3" aparece. Ela é emoldurada por material plástico em black "ímã-de-digitais" piano, o que nesse caso não é lá um grande problema porque não é toda hora que colocamos as mãos na borda da tela. No topo, centralizada, está a webcam de 1,3 MP.

Textura da tampa do Lenovo IdeaPad U350.

Textura da tampa do Lenovo IdeaPad U350. (Clique para ampliar)

O interior é de aço escovado, e o teclado, preto, padrão convencional — nada de teclas "chiclete", a tendência do momento. De qualquer maneira, as teclas são macias e o digitar é bastante confortável. A disposição das teclas segue o padrão ABNT, e há várias funções alternadas graças à tecla Fn, que por sua vez representa o talvez problema mais grave desse mecanismo de entrada de dados: ele foi trocado de lugar com o Control esquerdo.

Telcas Fn e Ctrl trocadas de lugar.

Telcas Fn e Ctrl trocadas de lugar. (Clique para ampliar)

É irritante, pra dizer o mínimo, tentar copiar ou colar alguma coisa e, em vez de apertar Control, apertar Fn. Demora a se acostumar, e mesmo depois disso a ergonomia vai para o espaço — Ctrl + Shift + Tab, por exemplo, requer malabarismo com os dedos.

Acima do teclado, existem alguns botões e indicadores. Da esquerda para a direita, temos o botão liga/desliga, um exclusivo botão de restauração de backups, outro que emudece o áudio, o sensor de luminosidade ambiente, LEDs de utilização do disco rígido e Caps Lock e o microfone.

Botões e indicadores superiores.

Botões e indicadores superiores. (Clique para ampliar)

O restante dos indicadores fica abaixo do trackpack. Na mesma ordem, esquerda para a direita, aparecem o indicador de que o notebook está ligado, bateria, WiFi e de ativação/desativação do trackpad.

Indicadores inferiores.

Indicadores inferiores. (Clique para ampliar)

E, por fim, o trackpad. A textura da área sensível a toques é delicada, "rugosa" o suficiente para proporcionar segurança no uso. As bordas direita e inferior possuem filetes lisos que funcionam como barras de rolagem, e, uma coisa bem legal, o trackpad aceita gestos multitouch. O ponto negativo fica por conta dos botões físicos, altos e disformes — às vezes não respondem a toques mais leves, e parecem que vão quebrar a qualquer momento.

Textura rugosa do trackpad.

Textura rugosa do trackpad. (Clique para ampliar)

Na lateral esquerda, estão a saída de ar do cooler, e portas VGA, HDMI, RJ-45 e uma porta USB, além de um botão físico para ligar ou desligar o WiFi.

Lateral esquerda do Lenovo IdeaPad U350.

Lateral esquerda do Lenovo IdeaPad U350. (Clique para ampliar)

Do outro lado, conector de energia, duas portas USB, saída de áudio, entrada de microfone e leitor de cartões.

Direita do Lenovo IdeaPad U350.

Direita do Lenovo IdeaPad U350. (Clique para ampliar)

Na traseira não há nada, e na frente, os speakers, na curva da parte inferior do notebook.

Sentiu falta de alguma coisa? Pois é, ele não tem drive de CD/DVD. Justifica o peso e, em parte, o preço, e pega carona numa tendência que promete tornar-se cada vez mais forte, a de deixar de lado mídias óticas em prol de memória flash e armazenamento na nuvem. Até agora, não senti falta, exceto talvez um meio de reinstalar o sistema — vêm apenas os drivers, numa partição à parte.

Configuração e desempenho

Existem duas configurações possíveis para o Lenovo U350, no que diferem apenas o sistema operacional (Windows 7 Home Basic, Windows 7 Home Premium, ambos 64 bits), processador (Pentium Dual Core SU4100, Core 2 Duo SU7300) e disco rígido (320 GB, 500 GB). A que analisei é a mais simples.

A configuração completa é a seguinte:

  • Tela: 13,3" (1336x768);
  • Peso: 1,6 kg;
  • Processador: Intel Pentium Dual Core SU4100;
  • Memória: 4 GB DDR3 1066 MHz;
  • HDD: Western Digital 320 GB (5400 RPM);
  • Placa de vídeo: Intel GMA 4500MHD;
  • Webcam (1,3 MP) e microfone embutidos;
  • WiFi 802.11b/g;

Como se vê, não é um monstro em desempenho, mas segura bem a onda para aplicações corriqueiras. O WEI, índice do Windows que classifica o hardware usado, é 3,2:

Índice de Experiência do Windows do Lenovo IdeaPad U350.

Índice de Experiência do Windows do Lenovo IdeaPad U350. (Clique para ampliar)

O mais surpreendente, no que toca ao desempenho, é a capacidade da Intel GMA 4500MHD, provida pelo chipset Intel GS45, consegue rodar vídeos de alta definição (1080p) sem gargalos, de maneira impecável. Junte isso à saída HDMI, e temos uma ótima alternativa para media center.

Vídeo em Full HD.

Vídeo em Full HD. (Clique para ampliar)

No PCMark Vantage 1.0.1, o U350 conseguiu 2742 pontos. A título de comparação, meu desktop (Athlon X2 6000+, 2 GB de memória DDR 800 MHz, ATI Radeon HD4850) conseguiu 4197 pontos.

Resultado do IdeaPad U350 no PCMark Vantage.

Resultado do IdeaPad U350 no PCMark Vantage.

O Windows 7 é a edição Home Basic, 64 bits, que dentre outras coisas não traz o esquema de cores Aero (transparência), com o qual essa configuração lidaria sem sustos, nem outras coisas, como (pasme) o aplicativo das Notas Autoadesivas.

O rol de aplicativos pré-instalados chega a assustar, mas uma segunda olhada revela que, afinal, não há tanta porcaria como se poderia esperar. Os tradicionais Adobe Reader, McAfee Internet Security (já substituído pelo Microsoft Secutiry Essentials), versão de avaliação do Office 2010 (buuuhh, estava esperando o Office 2010 Starter), e alguns aplicativos da própria Lenovo, como o VeriFace, que permite fazer login usando biometria (imagem do rosto), EasyCapture, para capturar imagens com a webcam, OneKey Recovery, sistema de recuperação atrelado ao botão físico no topo do teclado, ReadyComm, para gerenciar conexões sem fio, e o Active Protection System, que detecta e desliga o disco rígido em casos de quedas e movimentos bruscos, evitando maiores danos.

Temperaturas e bateria

O Pentium Dual Core SU4100 é "cuca fresca". Nos testes, com temperatura ambiente em torno dos 28º C, os núcleos oscilaram entre 40º C e 48º C, e o disco rígido não passou dos 40º C. O que estranhei foi a temperatura do hardware como um todo, que em determinadas ocasiões bateu os 60º C.

Apesar do sistema ser frio, o cooler é bastante exigido, e não é raro ele entrar em ação num modo mais robusto, o que para o usuário traduz-se em barulho. Não chega a incomodar, mas chama a atenção.

Temperaturas do notebook.

Temperaturas do notebook.

Já a bateria, de 4 células, não passa vergonha, mas está longe de se destacar. Em testes descompromissados e sem rigor técnico, ela aguentou, em média, três horas de uso contínuo, com brilho da tela no máximo, navegação Web via WiFi e edição de textos no Word. O mais triste é que, lá fora, o mesmo IdeaPad U350 é vendido pela Lenovo com bateria de 8 células, o dobro do modelo nacional.

Conclusão

Pontos fortes:

  • Leveza, sem deixar de lado desempenho satisfatório;
  • Beleza do acabamento;
  • Roda vídeos em Full HD;
  • É bastante completo (webcam, microfone, sistema anti-choque para o disco rígido, trackpad multitouch).

Pontos fracos:

  • Bateria com baixa autonomia;
  • Botões do trackpad muito ruins;
  • Alteração das telas Fn e Ctrl no teclado;
  • Cooler mais barulhento que o esperado.

A proposta do Lenovo IdeaPad U350 é ser um notebook para trabalho e lazer com pouco peso e acabamento belíssimo, embora careça de algumas regalias comuns em outros modelos do gênero, como teclado retroiluminado. Porém, pelo que custa (~R$ 1.500,00), é um excelente custo/benefício para quem procura um portátil realmente portátil (1,6 kg), mas não aguenta a letargia dos netbooks tradicionais. Não dá pra rodar Crysis ou renderizar vídeo com o U350, mas para tarefas mundanas, como edição de textos e navegação Web, esse notebook se sai muito bem.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários