Meio Bit » Baú » Games » Análise: Sonic 4 (iPhone)

Análise: Sonic 4 (iPhone)

Saiba como ficou a versão para o celular da Apple do novo jogo do mascote da Sega.

18/10/2010 às 8:33

naftali_son_16.10.10-3

Sonic está de volta. Parece mentira, mas não é. Confesso que quando vi a notícia pela primeira vez eu pirei, e mesmo não sendo um dos maiores fãs da série, eu queria voltar a jogar como quando eu tinha um Mega Drive. No dia do lançamento já comprei logo a versão para iPhone, por ter saído antes das demais.

No início tive um pingo de decepção, que foi amenizado ao colocar as minhas mãos na versão para Wii, que mostra o jogo em todo seu esplendor. É claro que a versão para iPhone não seria tão boa quanto sua versão para console, e nem tem como também, por limitações de hardware.

naftali_son_16.10.10 Apesar de achar a versão para o portátil um pouco mais fraca, o que mais me entristeceu mesmo é um problema do aparelho em si e não do jogo. Me chamem de velho, me chamem de rabugento, mas a ausência de botões no iPhone me deixou meio perdido: estou acostumado a saber quais botões apertar e a posição dos meus dedos, somente pelo tato. Talvez por isso tenha sentido uma grande diferença quando troquei para seu irmão maior.

Mas, apesar de meu elogio anterior, o jogo não está tão bom como esperava. Temos de volta a velocidade do Sonic, mas parece que a equipe que desenvolveu o jogo agora não jogou Mega Drive o suficiente.

Se pensarmos em Sonic 4 como apenas um jogo fora da série, eu diria que ele é ótimo, mas como ele carrega o número 4 e, por consequência, detém o bardo de ser a continuação para a aclamada série, ele deveria, no mínimo, trazer a experiência de volta — coisa que não faz. Existe um vídeo comparativo nas interwebz que demonstra bem alguns detalhes que parecem que foram esquecidos pelos game designers.

naftali_son_16.10.10-2 Outro problema é que essa versão de Sonic é bastante pequena. Apesar de ter um número razoável de fases, enquanto jogamos sentimos que o jogo é curto. Alguns podem até me dizer que esse é o primeiro episódio e que, quando todos estiverem lançados teremos um jogo completo. O problema é que essa versão hoje está sendo cobrada como um jogo completo, e não apenas uma “parte” dele, o que provavelmente acabará com o dinheiro de muito gamer por aí quando todos os episódios estiverem lançados.

Além disso, a empresa não conseguiu balancear o jogo de forma a construir uma curva de aprendizagem e dificuldade boa. Na primeira fase temos um jogo bastante fácil (para quem já é acostumado a jogar) e já logo no segundo boss a dificuldade aumenta abruptamente. O que parece é que queriam voltar ao Sonic “difícil”, aquele que você tem que morrer inúmeras vezes para terminar, mas esqueceram que até mesmo esse jogo tem uma curva de dificuldade boa — ou talvez seja apenas uma impressão minha, talvez eu era bom demais antes e agora tenha esquecido como jogar, quem sabe...

Por um lado eu estou feliz pela Sega estar tentando voltar às origens, trazendo até de volta o Super Sonic. Por outro, estou triste por parecer que mesmo a empresa que criou o personagem icônico não saiba como ele realmente é.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários