Meio Bit » Baú » Software » Oracle 0 x 1 LibreOffice

Oracle 0 x 1 LibreOffice

Desenvolvedores do OpenOffice.org criam nova fundação e fork do projeto, agora conhecido como LibreOffice.

30/09/2010 às 9:30

Tela inicial do LibreOffice.

O mundo que revolve ao redor da comunidade open source não pára. E é exatamente por essa razão que se trata de uma cena linda, no sentido de que sempre existirão inovações para cada pacote de códigos que existe por aí.

Seguindo a receita perfeita para que os cenários se desenrolem sem corporativismo canibal, a comunidade do open source só faz crescer e assim vai dando a sua contribuição em evitar a ira da massa, fazendo com que a maior parte da pirataria que existe hoje não seja sequer necessária.

A sintaxe do código livre não muda: você baixa o código, desenvolve-o, credita o trabalho anterior, coloca seu nome e voilá — lá está aquilo que existia, com aquele algo a mais que você adicionou.

O melhor permanece, o mais popular cresce, todo mundo ganha.

Na luta de letras entre o Microsoft Office (da Microsoft) e o OpenOffice (ex-StarOffice que veio de graça quando a Oracle comprou a Sun Microsystems), quem sai ganhando são os forks, a cena e todos nós.

Nem sempre todos são bons, mas ao menos se pode fazer o que quiser com eles. E para provar que a cena sobrevive sem a mão do gigante, um novo grupo contendo ex-programadores do OpenOffice se lançou à frente da The Document Foundation, inserindo na rede os betas de seu fork do OpenOffice chamado de LibreOffice 3, já à disposição sim senhor.

"A marca OpenOffice pertence hoje à Oracle. Esperamos que ela doe os direitos sobre o nome para a nossa fundação, bem como todo o conjunto de assets que ela detem. Existem questões legais a este respeito e eles são inclusive bem-vindos para colaborar com o projeto, mas precisamos continuar nosso trabalho nesse meio tempo", diz o grupo na seção de FAQ de seu website.

A Oracle, por sua vez, não se pronunciou. O que isso pode significar?

Entretanto, outros selos e houses deram as boas-vindas ao novo projeto e diversas ditribuições do Linux irão oferecer o LibreOffice 3 em suas próximas versões. Dentre as de maior destaque estão Novell, Red Hat e Ubuntu.

Por enquanto só em inglês, por enquanto só Beta.

Longa vida à cisões como essa, que colocou um novo OpenOffice para andar com as próprias pernas.

Site oficial, com informações e download, aqui.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários