Meio Bit » Baú » Games » Halo: Reach, uma experiência memorável

Halo: Reach, uma experiência memorável

Em última participação na série, Bungie entrega o melhor de todos os Halos.

22/09/2010 às 12:52

dori_reac_09.10

Qualquer exército que se preze possui um grupo de soldados que são considerados a elite da elite. Esses homens costumam ser tratados como lendas por serem enviados à missões de onde raramente voltam com vida e seus feitos ficam marcados na história porque geralmente mudam o destino de uma guerra. Em 2552, quando a humanidade via-se diante de uma terrível ameaça alienígena, a UNSC formou um esquadrão conhecido como Noble e o enviou ao planeta Reach, o último ponto de resistência antes da Terra. Nascia ali uma história de amizade, dedicação e sacrifício.

dori_reac_09.10-2 Aquele grupo era formado por cinco SPARTAN-III e um SPARTAN-II, que pintavam suas armaduras com cores variadas e as personalizavam com equipamentos aparentemente inúteis, lutou bravamente; enfrentou hordas de Covenants; pilotou inúmeros veículos que muitos só conheciam pelo nome; manejou armas da mais alta tecnologia e teve o (des)prazer de conhecer lugares inesquecíveis como a cidade de Nova Alexandria e Manassas, mas não puderam apreciar a bela paisagem pois estavam mais preocupados em eliminar as infestações dos velozes e mortais Skirmisher ou porque tentavam livrar suas peles dos ataques dos Jiralhanae — ou como alguns carinhosamente os chamavam, os Brutes.

Embora suas tarefas no campo de batalha fossem da simples destruição de armamento inimigo até a escolta de civis, passando pela aniquilação quase interminável de alienígenas e batalhas espaciais no melhor estilo dos filmes de ficção científica que por tanto tempo adoramos, não há como deixar de reconhecer a grandiosidade de suas ações e muito menos de nos impressionarmos com a aparente insignificância daqueles bravos guerreiros, que ao final de cada dia mostravam que a guerra poderia ser vencida, um inimigo derrubado após o outro, uma bala disparada de cada vez.

Se tudo aquilo pelo que passaram fosse transformado em um jogo de videogame, diriam que a beleza de seus atos estava numa engine gráfica totalmente reformulada ou na impecável trilha sonora que orquestrava seus movimentos. Poderia até surgir alguns comentários dando conta de que na verdade o mérito estava na dedicação acima do normal por parte da equipe responsável devido a despedida da produtora — que sei lá, teria feito nascer (e renascer) uma série mundialmente famosa e que agora buscava novos ares — mas como estamos falando do mundo real e de uma das mais importantes passagens de nossa história recente, só podemos agradecer a aquele time formado por um punhado de nobres soldados.

A história que cerca a batalha por qual Reach passou não merece ser elogiada pela complexidade, mas ficará guardada na mente daqueles que a viveram por causa do laço criado entre os participantes, pela forma como eles agiram como irmãos e por terem lutado bravamente enquanto ainda lhes restaram forças.

Equipe Noble, foi um prazer servir com vocês!

-------------------------------------------------------

Halo: Reach foi lançado pela Microsoft do Brasil simultaneamente com o resto mundo no dia 14 de setembro, foi totalmente dublado e legendado em português e está disponível em três versões, a Standard por R$ 179,00, a Limitada por R$ 239,00 e a Lendária por R$ 439,00. Na minha opinião, trata-se do melhor jogo da série, sem a menor sombra de dúvidas.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários