Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Jobs pede: "Leave us alone!"

Jobs pede: "Leave us alone!"

Jobs pede a estudante que o deixe em paz, via email.

22/09/2010 às 9:03

Steve Jobs, do alto do cargo que ocupa e da importância que tem numa das empresas que melhor e mais lançam tendências, a Apple, pode se dar o luxo de responder emails de forma lacônica e, às vezes, até grosseira, e fica tudo bem, tudo por isso mesmo. Casos não faltam. Há outros aqui.

Jobs vs. Chelsea.

Dessa vez, porém, conseguiram tirá-lo do sério, ou a algum de seus assessores — há quem diga que há funcionários que o ajudam a lidar com a caixa de entrada. Chelsea Isaacs, de 22 anos, estudante de jornalismo na Universidade de Long Island, fazia um trabalho a respeito do programa que distribuirá diversos iPad a todos os calouros da instituição. Para enriquecer o material, achou legal procurar o departamento de relações públicas da Apple e pedir um depoimento sobre o uso do gadget em ambiente acadêmico. Mandou um email, e nada.

Mandou o segundo, nada.

Teceiro, e ainda nada.

Quarto, nada.

Quinto... É, nada ainda.

Um amigo, então, sugeriu-lhe em tom de brincadeira que enviasse um email a Steve Jobs. Ela topou o desafio, e na mensagem, explicou o que queria, e falou também da importância desse depoimento para seu trabalho. Jobs respondeu:

"Nossas metas não incluem ajudá-la a tirar uma boa nota. Desculpe"

Indignada com a resposta dele, ela mandou outra mensagem, dessa vez questionando a postura rude do CEO da Apple. Perguntou a moça: "(...) Mas, esqueça a minha situação em particular; e como fica a cortesia em geral? — se você recebe uma mensagem de um cliente ou consumidor, ou mesmo de um empregado, não é seu trabalho dar um retorno?". Pra quê...

"Não. Temos mais de 300 milhões de usuários e não podemos responder aos seus contatos a menos que eles envolvam um problema de alguma natureza. Desculpe"

Insistente, Chelsea mandou um terceiro email a Jobs, dizendo que era uma das 300 milhões de clientes da Apple, e que estava com um problema, além de reiterar que aguardava uma resposta do setor de relações públicas da empresa. Na resposta a esse último contato, a pérola:

"Por favor, nos deixe em paz"

No fim das contas, o prazo para a entrega do trabalho chegou, e ele foi sem uma linha sequer do departamento de PR da Apple. Ainda chateada com o assunto, Chelsea disse ao Valleywag que provavelmente não tirará a nota máxima ("A"), mas talvez um "B"...

Se serve de consolo, no que tange à investigação e insistência que caracterizam os jornalistas competentes, ela ficou com a nota máxima.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários