Meio Bit » Baú » Fotografia » Fotografia Digital? MORREU!

Fotografia Digital? MORREU!

20/09/2010 às 16:53

Claro, num universo alternativo, onde as propagandas refletem alguma realidade.

Já vi muita gente negando que o céu é azul, uma vez um freetard bateu pé dizendo que a busca do Windows Explorer era um lixo, e que uma secretária acharia muito mais intuitivo usar o grep em linha de comando, algo amigável como:

grep '[0-9][0-9]*[.][0-9][0-9]*[.][0-9][0-9]*[.][0-9][0-9]*'

Por mais patético que soe, há gente que acredita, basta não pensar muito sobre o assunto. No caso do anúncio do vídeo, a Vivitar está tentando uma desova de suas câmeras de filme apelando para o maior FUD desde que a Microsoft colocou o famoso erro falso do DR DOS (DÊ ERRE, de Digital Research, não era Doutor) no Windows 3.1.

As afirmações são hilárias: Computadores são complicados, há muitos cabos, a TELA é pequena, você não consegue ver a foto, imprimir é complicado, etc. As vantagens da câmera convencional é que tem autofoco e produz... fotos impressas.

Eu sei, eu sei, eu sei que não faz o menor sentido, mas eles realmente estão usando essa lógica. Eu sei que dá para levar o cartão de memória e imprimir as fotos na loja, eu sei que o fato da tela da câmera digital ser pequena NÃO pode ser logicamente considerada um problema diante da AUSÊNCIA de uma tela na câmera convencional, mas assim como o papel, a televisão aceita tudo.

O pior de tudo: Estão se dirigindo a um público mais velho (e preguiçoso, diriam os freetards e concordo eu) que tem medo de qualquer coisa com luzes e botões. Um público que esqueceu de como achou complexo e difícil quando usou uma máquina fotográfica pela primeira vez, e não tem o menor interesse em experimentar o digital, prefere temer à distância.

Os fabricantes por sua vez estão preocupados demais em atingir seu público jovem, os hipsters e profissionais, o que abre espaço para esse tipo de abordagem por parte de vendedores de lixo obsoleto.

Seria mais esperto se olhassem para a 3a Idade com mais carinho. Não, não estou sendo piegas, é pragmatismo, os coroas têm dinheiro pra gastar.

Do contrário, sobra pra nós, filhos e netos explicar os fatos da vida e reclamar, com a mão na cabeça, quando chegam felizes com uma quinquilharia dessas, achando que fizeram um bruta negócio.

Fonte: BoingBoing

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários