Meio Bit » Baú » Fotografia » FotoFusion 4 – Eu gostei

FotoFusion 4 – Eu gostei

06/09/2010 às 10:47

Sabe qual a maior dificuldade para um fotógrafo profissional (como eu) que veio da época em que fotografar estava limitado a um rolo de filme de 36 poses? O design dos álbuns fotográficos atuais. Isso mesmo. Antigamente (me senti velho agora) a gente fazia as fotos, revelava o filme, entregava para o cliente, que iria escolher o número de imagens combinadas, e depois ampliava tudo e colocava naqueles álbuns de saquinho. Uma única foto em cada página. Hoje, o design sofisticado dos álbuns fotográficos é um elemento a mais no serviço profissional. Conheço estúdio fotográfico onde o responsável pelo design dos álbuns é o profissional melhor remunerado. Dessa forma, fotos específicas devem ser feitas para comporem os fundos das páginas e é necessário criatividade para combinar as imagens. Isso demanda muito tempo e deve ser bem feito para garantir a satisfação do cliente.

A maioria dos profissionais acaba terceirizando essa parte do trabalho, mas como sou chato com o que produzo, essa não é uma opção para mim. Já tentei trabalhar com programas automatizados como o DG Foto Art e não me adaptei, sendo que a saída mais viável para essa atividade ainda é o Photoshop. Porém, durante a Photo Image Brazil 2010, a Digipix trouxe para o mercado nacional um programa canadense produzido pela Lumapix chamado FotoFusion. A promessa é fazer a edição de álbuns de maneira fácil e, em alguns casos, automatizada. A idéia me foi tão bem vinda que acabei comprando a licença do programa, pois a versão da Digipix serve apenas para editar os álbuns impressos pela empresa.

fotofusion

Interface do Programa

Aqui tudo é muito simples. Ao iniciar o programa é perguntado se você quer começar um álbum novo ou abrir um já feito. Ao escolher a opção de álbum novo uma nova janela se abre onde você vai escolher o tamanho das páginas a serem editadas, a qualidade do arquivo, e as linhas de sangria. Essas informações você precisa ter previamente da empresa que faz as suas encadernações fotográficas. Ao editar suas preferências é só ir até o menu imagens e escolher a pasta onde estão as fotos a serem utilizadas no álbum. Depois é só clicar na imagem e arrastar para a página, simples assim. É possível aumentar ou diminuir a imagem dentro da página. Pode se escolher uma das fotos para ser o fundo fotográfico e colocar outras encima dentro da forma que você escolher. É quase como trabalhar com o Photoshop, mas os layers são criados automaticamente, deixando todo o trabalho para a maneira como você vai organizar o layout.

fotofusion2

Montagem das Páginas

Depois que estivem dispostas é possível trabalhar as opacidades das fotos e editar as molduras onde elas estão inseridas. Existem diversas ferramentas acopladas ao programa para fazer uma edição básica dessas imagens (preto e branco, sépia, redução de olhos vermelhos) assim como diversos cortes na imagem. Uma coisa que gostei muito é que você pode reorganizar as imagens e mudar o seu tamanho e a proporção nunca é alterada. Nada é esticado ou comprimido, possibilitando que as pessoas continuem normais na fotografia. O programa também avisa quando você aumenta uma foto ao ponto de perder a qualidade mínima para a impressão. O arquivo final não é exportado se houverem fotos nessa condição. Outra ferramenta útil é a formatação automática dos álbuns. O programa permite que você escolha todas as fotos que vai usar, o número de páginas do álbum, e tudo é editado de forma automática. O resultado não é perfeito, mas é permito editar esse álbum e adequar as fotos e os formatos às páginas. As melhores edições automáticas são conseguidas quando temos um equilíbrio entre fotos na posição horizontal e na posição vertical. Uma deficiência é que o programa não entende que hoje editamos fotos para álbuns através de lâminas e não por páginas.

fotofusion3

Página feita no modo Automático

Após executar todas as edições, existem algumas possibilidades de exportação desse arquivo. A primeira é para um arquivo com total definição. Esse é o que você vai mandar para a encadernadora para ser produzido o seu álbum. A segunda opção é muito interessante. Ele pode gerar um arquivo para ser anexo a um e-mail. Bem leve e com baixa resolução e em formato html. Através do próprio programa você pode mandar o álbum nesse formato para seu cliente aprovar o design. A terceira forma de exportação é para arquivos WEB, para ser colocado no seu site. Tudo bem simples e fácil de ser executado. Na página da Lumapix (e também no CD distribuído pela Digipix) existem vários vídeos tutoriais (todos em inglês). O FotoFusion 4 pode substituir o Photoshop e o InDesign? Não completamente. As ferramentas da Adobe ainda permitem uma edição mais refinada. Mas, ele quebra um galho gigantesco em edições mais simples e rápidas.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários