Meio Bit » Baú » Mobile » Apple apresenta novos iPods e mata a Click Wheel

Apple apresenta novos iPods e mata a Click Wheel

02/09/2010 às 11:18

No evento de ontem, a Apple reformulou a linha de iPods, trouxe uma rede social ao iTunes e atualizou a Apple TV.

O primeiro anúncio do evento foram as atualizações para o iOS. O iOS 4.1, que chega semana que vem, trará o Game Center, upload de vídeos HD por WiFi, aluguel de séries de TV e a capacidade de fazer fotos em HDR. Além disso, também resolverá o problema da lentidão no iPhone 3G (e iPod touch 2G), que aflige muita gente.

Um anúncio que causou muito interesse (ainda que não tenha sido da Apple) foi o Project Sword da Epic, um jogo para iOS que usa o Unreal Engine 3.

Também foi anunciado o iOS 4.2, que deve chegar em novembro e que vai finalmente unificar a versão do sistema entre iPhone, iPod touch e iPad. Além de levar as novidades do iOS 4 para o iPad, ele trará suporte a impressão e o AirPlay, que permite reproduzir músicas/filmes/fotos do seu computador no iDevice.

Novos iPod shuffle e nano

Quanto aos iPods, "toda a linha" recebeu atualizações - menos o iPod classic.

O iPod shuffle voltou a ter botões e se parece bastante com o shuffle de 2ª geração, apenas um pouco menor. Assim como o antecessor, ele tem o VoiceOver, que fala o nome das músicas e playlists. Há apenas uma versão, de 2GB, que sai por US$ 49 no US, ou R$ 229 aqui no Brasil.

O iPod nano recebeu uma reformulação bastante controversa... Perdeu a câmera, a Click Wheel, perdeu espaço em tela (de 2.2" para 1.54") e não roda vídeos, e ganhou uma tela multitouch e um clipe, a lá iPod shuffle. Ele chega por US$ 149/R$ 549 (versão de 8 GB) e US$ 179/R$ 649 (16 GB).

Muita gente pode estranhar a mudança no nano, mas o motivo é bem simples: o iPod não vende mais como antigamente. Depois do iPod touch, as vendas dos modelos "puros" diminuiram, já que quem queria um tocador de música ou já tinha um ou usava um smartphone pra ouvir música. Quem não tinha, preferia o iPod touch pelos recursos a mais.

Ano passado a Apple tentou aumentar o apelo do nano, dando pra ele recursos que os outros iPods não tinham, como a câmera e o rádio FM. Mas parece que não adiantou...

Se hoje em dia o iPod nano não vende tanto porque a maioria usa outro aparelho ou compra um iPod touch, a Apple tratou de mudá-lo para esse público.

iPod touch com FaceTime

Como esperado, o iPod touch recebeu uma atualização se equiparar ao iPhone 4. Ganhou a "Retina Display", processador A4, uma câmera frontal para FaceTime e outra traseira para gravar vídeos em 720p — mas fotos estão limitadas a 960x720, equivalente a pouco menos que 1 Megapixel. Além disso, ficou ainda mais magro, tendo agora apenas 7,2 mm de espessura.

Ao contrário do ano passado, quando a Apple vendia o iPod touch da geração antiga mais barato, desta vez todos os aparelhos serão de 4ª geração. Acho que a confusão de iPods de 2ª geração (que rodam iOS 4, mas sem multitarefa) e de 3ª geração (que roda o iOS 4 com todos os recursos) sendo vendidos juntos deve ter contribuído para isso.

Quanto aos preços, o novo iPod touch chega por US$ 229/R$ 749 (8GB), US$ 299/R$ 999 (32 GB) e US$ 399/R$ 1299 (64 GB). Nada de touch de 128GB, ao menos por enquanto...

O iPod classic não foi sequer citado por Jobs, mas continua vivo, sem mudanças. Agora fica a dúvida se ele receberá uma atualização na surdina, como foi com o shuffle 3G, ou se vai morrer de vez. Parece que a era da Click Wheel está com os dias contados...

Outra novidade foi o iTunes 10, que trouxe um ícone do Windows Media Player novo, "porque em breve as vendas na iTunes Store devem ultrapassar as de CDs". Ele também trouxe o Ping, rede social voltada para música vinculada ao iTunes no Mac/PC e à iTunes Store nos iDevices. Nela, dá pra seguir amigos, saber que músicas eles gostam (é necessário dar um "Like" nas músicas, a lá Facebook) e ver em que shows irão.

Alguns artistas, como Lady GaGa, U2 e Katy Perry, possuem perfis no Ping e você pode seguí-los para saber das novidades. Nada revolucionário...

Nova AppleTV

Enfim, a última novidade foi a Apple TV, que agora tem um quarto do tamanho da anterior, mas em contrapartida não tem mais disco rígido. Ao contrário da Apple TV antiga, que sincronizava com o computador e podia comprar filmes direto do sofá, o novo modelo só reproduz por streaming.

É possível alugar filmes por US$ 4,99 e séries de TV (apenas da ABC e Fox) por US$ 0,99, além de ver conteúdo do YouTube, Flickr, MobileMe e do Netflix — esse último, só se você foi assinante, claro.

Graças ao AirPlay, que estreará no iOS 4.2, será possível reproduzir conteúdo de um iPod/iPad/iPhone na Apple TV, tudo sem fios. Assim como a versão antiga, a nova Apple TV ainda está restrita a exibir conteúdo em 720p...

Ela está em pré-venda e deve ser entregue em Novembro, e custa US$ 99, um preço bem mais interessante do que os US$ 229 da versão antiga.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários