Meio Bit » Arquivos » Indústria » Win 7 em um ARM 9?

Win 7 em um ARM 9?

18/08/2010 às 19:09

Não, é claro que não… talvez um Cortex A8 tivesse um desempenho “decente” rodando o sistema de Redmond.

No entanto… a ARM já apresentou os sucessores da sua linha atual e, segundo as más línguas, a Texas Instruments ajudou na construção do próximo “filhote”, que deverá ter uma GPU “high end” embutida, suporte a múltiplos núcleos e um consumo de energia (prometido) baixo, devido ao processo produtivo de 28nm da Global Foundries. Não parece ruim, hein?!

MAS… alguns leitores já devem ter ido direto aos comentários, trucidar este pobre escriba: “Ei, espertão! O quê, EM NOME DO CRIACIONISMO, indica que a Microsoft tem alguma intenção de portar o Windows 7 para outra arquitetura que não a da amada salve-salve Intel? Imbecil…”… É, estamos nesse nível de comentários, infelizmente.

De fato, a parceria Wintel faz sucesso demais para que a MS se arrisque a arranhá-la. Além disso, que programa rodaria sobre esse sistema? A grande força do Windows está em sua retro-compatibilidade.

Agora vem a parte interessante da história: por qual motivo, então, estaria a MS licenciando o conhecimento das partes mais íntimas dos processadores ARM? Várias empresas fabricam SoCs baseados em ARM sem se dar ao menor trabalho de ir tão a fundo. Apenas algumas têm esse tipo de acordo: Qualcomm, Marvell e Infineon. Todas as outras centenas nunca se interessaram em ir “tão a fundo” no sistema.

O que a Microsoft estaria tramando? Uma nova versão do Xbox? Duvido muito. Afinal, os atuais PowerPC têm arquitetura de 64 bits, enquanto os ARM são de 32 bits.

Minha esperança? Uma plataforma de referência surgida das cinzas do Courier. Ou talvez seja, claro, só uma distração para o Googlepad…

[via ZDNet]

relacionados


Comentários