Meio Bit » Baú » Hardware » Um bom momento de encostar na parede

Um bom momento de encostar na parede

Robôs tendem a ser mais parecidos com outros animais e nós mesmos.

19/08/2010 às 9:58

E um péssimo momento para ser uma colegial japonesa. Nada pessoal, por mais que os cientistas (japoneses, CLARO) do laboratório Hirose-Fukushima do Instituto de Tecnologia de Tóquio tenham em mente atos impublicáveis com japinhas inocentes, a escolha de movimentos naturais baseados em animais existentes não é nem de longe preguiça. As várias formas de locomoção usadas por animais estão muito melhor adaptadas ao nosso meio-ambiente do que qualquer tipo de roda, esteira ou hovercraft.

É uma briga injusta, eles tem uma vantagem de centenas de milhões de anos, hardware e software evoluindo, sob pena de extinção, ideias um pouco menos eficientes implacavelmente exterminadas por alternativas melhor adaptadas, num processo contínuo baseado puramente em função, capaz de produzir casos como o golfinho e o tubarão, espécies totalmente diferentes mas visualmente bem semelhantes. Problemas iguais, soluções parecidas.

O tentáculo acima é na verdade mais demoníaco do que uma simples cobra. É anfíbio e modular. Cada segmento é independente, tem noção espacial de sua posição em relação aos outros, qual sua ordem na movimentação e se for seccionado, assume nova função. Portanto quando atacado não adianta cortar o tentáculo com uma katana, seus problemas terão se multiplicado por dois.

No final o bom senso se mostra mais uma vez contraprodutivo. Robôs que "se parecem com robôs" são muito menos práticos. Todo mundo acha o R2-D2 uma gracinha, mas ele pode ser parado por algo simples como uma escada, criar robôs "com cara de robô" exige que eles se adaptem a um mundo preparado para humanos. Faz muito mais sentido que nossos robôs se pareçam conosco, podendo usar nossas ferramentas e espaços sem necessidade de adaptação.

A NASA percebeu isso, que o diga o Robonauta 2, robô que irá auxiliar os astronautas na Estação Espacial Internacional e já está empacotado e pronto pra subir. Tem até conta no Twitter.

malditos humanos, viajarei praticamente como carga

Esse claro é o SEGUNDO Robonauta, o primeiro foi abandonado depois que foi descoberta uma negociação completamente irregular entre o governo Bush, Halliburton, clonadores de Kamino e caçadores de recompensa.

Fonte: Crunchgear

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários