Meio Bit » Arquivos » Demais assuntos » O tempo da Apple vs. o do mundo

O tempo da Apple vs. o do mundo

Os dilemas que a Apple enfrenta desde que deixou de ser exclusive para tornar-se global.

17/08/2010 às 8:10

ios4-breach.jpg Depois da publicação do último jailbreak remoto para iOS colocado no ar pelo pessoal do Jailbreakme e dos rumores que a coisa não ficaria barato por muito tempo, a Apple notificou a imprensa oficialmente que já preparou uma 'correção' do problema reservada já para o próximo update.

O que para muitos não foi menos que uma maneira quase ridícula de tão simples desbloquear seu iOS, para outros representava o princípio de uma grande cicatriz na pele da empresa — que já anda meio escamosa e longe dos tempos em que seu reinado de empresa "trendy and cool" coloria os wallpapers de Cupertino. Mas o assunto upgrade já passou...

Com a obrigação de levar muito mais a sério, a marca tem tido um bocado de trabalho para manter os ânimos controlados e as respostas pontualmente corretas. Ganhar uma fatia ainda maior do bolo de consumidores trouxe números, mas não exatamente conforto. O grande equívoco pode ser querer ser a número um e ainda deter um status de exclusiva e diferenciada — uma infecção que parece habitar a cabeça de algumas atitudes da empresa. Difícil de entender...

Ao mirar no global pode-se conseguir tudo, menos ser exclusividade (que é precisamente o oposto de global). Ao inovar, pode-se até ditar o novo caminho, mas é garantido que a inovação é duplicada às toneladas (até clonada) e a peleja passa a ser ainda maior.

Mais trabalho, mais exposição, mais ataques... mais problemas. Esse parece ser o novo fio da meada para a Apple e duvido que a empresa tenha algum lançamento tão inovador que leve anos para ser copiado/chupiando/clonado...acompanhado. Just ain't'appening, mate.

Em contraponto, a empresa ainda detém ao menos um status exclusivo: a de empresa com o maior percentual de satisfação em sua base, literalmente esmigalhando qualquer outra marca da indústria com incríveis 80-81% de satisfação. Para se ter uma idéia, a Dell é a segunda empresa que melhor atende seus clientes, com 60% de sua base plenamente feliz com o atendimento que recebe.

Aparentemente, o amado/odiado "Apple Customer" ainda oferece à empresa a possibilidade de desfrutar de tempo e confiança para solucionar eventuais problemas que agora devem ser bem mais evidentes e volumosos que em tempos passados. Algo que definitivamente não é compartilhado por não-clientes e imprensa que juntos, parecem sempre demandar cada vez menos tempo de resposta da marca. O que parece não alterar o modus operandi da empresa, que foca no tempo de seus clientes. Pode-se não entender muito bem se você nunca precisou do atendimento ou não tem nenhum equipamento da empresa, mas parece estar funcionando.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários