Meio Bit » Baú » Internet » Gmail sofre pequenas mudanças em sua interface

Gmail sofre pequenas mudanças em sua interface

Gmail ganha mudanças sensíveis, porém muito bem-vindas, em sua interface.

11/08/2010 às 7:59

Em meio a tropeços de novidades "matadoras", dois produtos da Google caminham firmes na preferência dos usuários: busca e Gmail. Em especial o webmail da Google, desde que foi lançado, em 2004, empurra para frente o segmento e dita moda. Mesmo nas atualizações mais singelas, como a que começou a ser implantada em contas do mundo todo ontem, há apenas melhorias para o usuário final.

Olhando a nova interface do Gmail, nota-se que ela não mudou drasticamente. Ficou mais moderna e bonita, e em alguns pontos, mais acessível. A grande mudança ocorreu na barra lateral, à esquerda. Os grandes "aplicativos" embutidos no Gmail, o próprio e-mail, contatos e tarefas, foram destacados das demais opções inerentes ao e-mail. O atalho para criar mensagens deixou de ser um mero link e virou um botão. Links, no tema padrão, ganharam a cor preta. Como dito, mudanças sutis, mas que deixam a coisa toda mais... inteligível.


Nova cara do Gmail.

Nas listas de mensagens, os botões de ação tiveram seus rótulos aumentados e os antigos links de seleção foram concentrados num único botão, compactando a interface e deixando-a ainda mais limpa. Agora, a primeira mensagem da lista aparece 16 pixels mais próxima do topo em relação a versão anterior.

O módulo de contatos recebeu mudanças mais agressivas. Ele se assemelha mais ao e-mail agora, inclusive com salvamento automático e desfazer, tem rótulos bem destacados e facilidades no gerenciamento, como estrutura de nomes personalizada e fusão manual e automática de contatos duplicados.

O Gmail não inova em tudo (o acesso simultâneo a múltiplas contas, por exemplo, já existia no Hotmail há pelo menos mais de um ano), mas o grande trunfo do webmail da Google é manter-se fiel às suas origens e principais características, velocidade e usabilidade, sempre que atualizações são feitas.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários