Meio Bit » Arquivos » Fotografia » PIB2010 – Digipix traz o Fotofusion para todos

PIB2010 – Digipix traz o Fotofusion para todos

06/08/2010 às 14:19

Se procurar pela opinião de fotógrafos sobre a Digipix na internet você vai descobrir que alguns a amam e outros a odeiam. A empresa foi a pioneira no mercado online a oferecer a publicação do que chamamos de Fotolivro (aliás, o termo fotolivro é registrado por eles). E qual a novidade disso? Simples, eles começaram a atender a profissionais sem a exigência de quantidade de fluxo de trabalho. Até então, empresas de encadernação exigiam um fluxo fixo e contínuo para oferecerem descontos competitivos. Com essa jogada eles ganharam fama e uma quantidade enorme de clientes. Junte a isso a facilidade de todo o processo de montagem, envio e pagamento do Fotolivro.

O estande da Digipix na feira não era o maior, mas com certeza era um dos mais concorridos. Eles levaram toda sua linha de Fotolivros e Fotopresentes para os fotógrafos analisarem. Entre eles tínhamos duas novidades. A primeira é o Fotolivro 180º Timber com abertura panorâmica e capa de madeira com foto laminada. O álbum é impresso em uma folha única que é vincada e encadernada em papel couché de 650 gramas. O acabamento é muito bonito e deve agradar a quem trabalha com casamentos. Infelizmente ele só está disponível, por enquanto, em tamanho A4.

A segunda novidade, na linha Fotolivros, é a disponibilidade de uma caixa e de uma luva para acondicionamento dos álbuns. Agora, todos os álbuns com capa dura comprados no site profissional vão vir acompanhados de uma luva plástica de polipropileno fosco. Se você quiser algo mais fino, existe a opção do estojo de couro sintético com fechamento magnético.

Agora, o mais bacana do estande foi o lançamento do novo Software de gerenciamento e montagem dos Fotolivros. A Digipix fez uma parceria inédita com a LumaPix e trouxe para o Brasil o software FotoFusion. Para quem não trabalha profissionalmente com fotografia saiba que a imagem digital e os softwares de edição trouxeram uma pequena revolução para o mercado de álbuns. Antigamente a gente revelava a foto inteira e colocava naqueles álbuns de saquinho (maneira pejorativa para se referir a esse tipo de prática). Hoje, as páginas do álbum são editadas e montadas dentro de design específico. Ou seja, não é todo mundo que tem o bom gosto para montar um design memorável. Então, para quem não tem muito conhecimento, ou tempo, existem programas como o FotoFusion. Eles montam layouts automaticamente ou facilitam a criação de janelas, molduras e planos de fundo apenas com um clique.

Esses programas, geralmente, são travados e só permitem trabalhar os templates pré-instalados (assim como o DG Photo Art), mas o FotoFusion é bem maleável e permite unir a automação dos comandos com seu próprio olhar específico. Essa nova versão do FotoFusion foi mostrada pela primeira vez na PMA2010 e ganhou o prêmio Hot Picks (coisas mais bacanas) da feira. O software pode ser comprado na página da LumaPix e custa US$ 299,00. Mas, o cliente profissional da Digipix tem acesso gratuito a ele para a montagem dos Fotolivros. Porém, a versão da Digipix é modificada para apenas gerar o arquivo master que vai ser enviado para a impressão, sendo que ele não salva o projeto em JPEG (eles não vão te dar algo tão caro se for para imprimir em outro lugar). Outra novidade bacana é que em vez de gerar um arquivo PDF para mostrar para o cliente, o FotoFusion envia uma mostra em baixa definição em html via e-mail. Tudo muito bacana.

04082010-IMG_8242

04082010-IMG_8244

04082010-IMG_8247

04082010-IMG_8248

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários