Meio Bit » Baú » Miscelâneas » E com o cônjuge/parceiro(a), você compartilha senhas?

E com o cônjuge/parceiro(a), você compartilha senhas?

Você compartilha senhas com seu cônjuge/parceiro? Responda nossa enquete!

26/07/2010 às 9:45

Compartilhando senhas com o cônjuge.

É dica basilar de segurança digital: jamais compartilhe suas senhas. Nem com seu seus familiares, muito menos com algum amigo, até o melhor. Porém... E com sua esposa ou marido? A dica continua válida?

A pergunta foi apresentada no MakeUseOf, e jogou uma luz sobre o tema — pelo menos para mim. Embora não seja regra absoluta, muitos casais compartilham tudo, inclusive a conta bancária. Se até mesmo a fonte financeira da instituição familiar, fruto do suado e árduo trabalho diário é compartilhada, por que não senhas de serviços triviais, como e-mail, redes sociais e serviços via Web?

Deve-se englobar no contexto não apenas casais formais, mas aqueles que vivem juntos (união estável), namorados de longa data, e por aí vai. Existem vantagens nesse comportamento compartilhador, como resolver pendências quando o cônjuge estiver ausente, ou (na pior das hipóteses) lidar com perfis e e-mails uma situação post mortem. Por outro lado, compartilhar senhas, como dito no início do post, vai contra todas as recomendações de segurança, sem falar que, após um eventual rompimento, dependendo do temperamento do (ex-)parceiro e dos motivos da separação, o que antes era o ápice da cumplicidade pode virar uma baita dor de cabeça.

Até agora, a pesquisa original mostra, em primeiro lugar, o time que, sim, compartilha tudo, seguida pelo que não, não compartilha uma senha sequer. E aqui no Brasil, o resultado se repetiria? Como você age? Responda a pergunta:


A enquete ficará aberta até segunda-feira (2/8).

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários