Meio Bit » Baú » Internet » @EarlyBird: (mais uma) tentativa de fazer o Twitter render

@EarlyBird: (mais uma) tentativa de fazer o Twitter render

Twitter lança mais uma (tentativa de) fonte de renda: @EarlyBird. Promoções diárias de parceiros para os seguidores do perfil.

09/07/2010 às 9:12

@EarlyBird

Dizem os analistas que, hoje, o Twitter está avaliado em US$ 1 bilhão. A empresa já recebeu investimentos que beiram os US$ 200 milhões, tudo isso antes de incluir o primeiro anúncio que fosse. Claro, essa estrutura não seria viável eternamente, então, há alguns meses o Twitter começou a mexer seus pauzinhos objetivando a geração de renda.

Primeiro o Twitter incluiu tweets patrocinados nos resultados da busca, depois cedeu seu mecanismo de busca para os três maiores buscadores do mercado (Google, Bing e Yahoo!) e, recentemente, incluiu o trash trending topic patrocinado. E não parou por aí.

A nova empreitada comercial do Twitter é um perfil, o @EarlyBird. Em resumo, trata-se de um perfil que distribui promoções, em geral bastante limitadas e publicadas no início do dia (nos EUA), de parceiros que, obviamente, pagam para usar o perfil para se promoverem. Inicialmente, as promoções envolverão parceiros de renome internacional, logo, devem valer para o mundo inteiro. Futuramente, se a iniciativa mostrar-se vantajosa para todos, o Twitter "localizará" as promoções, a exemplo do que já acontece com os trending topics.

No momento, o perfil tem mais de 25 mil seguidores e nenhuma promoção no ar. Os parceiros para promoções, aliás, podem ser sugeridos pelos próprios usuários, basta mandar um reply para o @EarlyBird pedindo um. Claro, não dá para pedir que a Sony venda o PlayStation 3 por R$ 100,00, mas...

É interessante ver o Twitter diversificando suas fontes de renda, e o mais importante, sem afetar negativamente a experiência de uso do serviço. Conciliar lucros com satisfação do usuário é sempre algo complicadíssimo, e algo que, até o momento, eles têm conseguido — pelo menos a parte da satisfação do usuário, já que os lucros, ninguém sabe...

Fonte: TechCrunch.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários