Meio Bit » Arquivos » Internet » Segredos do Vírtua - Parte I: Primeiros Passos

Segredos do Vírtua - Parte I: Primeiros Passos

23/12/2005 às 7:13

Então, o que um geek faz num feriado? Vai estudar protocolos de rede, é claro. E de leva aproveita para entender melhor o sistema de acesso banda larga do Vírtua.

Uma das proteções dos provedores é justamente a desinformação. Quanto menos difundido o conhecimento operacional dos equipamentos e da rede, mais segura está a empresa e por isso, seus usuários. Mas existem softwares e técnicas para conseguir informações úteis aos usuários. Muitas vezes, é possível detectar problemas rapidamente com um mínimo de informações e com ferramentas amplamente disponíveis como ping e tracert.

Resolvi descobrir algumas coisas sobre o Vírtua. Por exemplo, queria saber a versão do firmware instalado no modem, o modelo e como funciona o sistema de limite de velocidades (isso não é um tutorial para hacking!). Aproveitei para investigar por que, durante o dia, o serviço fica fora do ar por alguns minutos e volta. Investiguei também os roteadores e a forma de conectar do cable modem e como poderia ser feito a contagem de tráfego.

O primeiro problema foi conectar ao modem. A configuração padrão não permite que você consiga acessá-lo. Mas eles possuem 2 IPs: um para o computador pessoal e outro para comunicação com o roteador. Para conseguir isso, basta configurar um IP alternativo no Windows. Você não altera em nada a sua conexão e o modem fica disponível para responder a pings, por exemplo.

Para verificar se funciona, basta usar o prompt de comando e digitar ping 192.168.100.1.

Agora que ele está respondendo aos comandos, pode-se ver a página de diagnóstico interno, com algumas informações úteis sobre o modem. Uma das telas, exibe a frequência de operação e potência do sinal.

Essa primeira parte foi fácil, não? Apenas com essas informamções, já é possível saber se o modem está conectado ou não. Se o problema está no sinal ou alguma interferência externa alterou os parâmetros da rede.

Parte I | Parte II | Parte III | Parte IV | Parte V

relacionados


Comentários