Meio Bit » Baú » Fotografia » Explicando a Foto – Thiago Rigonatti

Explicando a Foto – Thiago Rigonatti

21/06/2010 às 23:20

Algum tempo atrás, o Thiago Rigonatti me mandou uma mensagem no flickr para conversarmos no MSN. O motivo era uma das imagens em minha galeria. Sinceramente, não me lembro sobre qual imagem conversamos, mas o contato havia sido firmado. Com o tempo, e com a evolução como fotógrafo, seu trabalho se tornou uma bem vinda referência de bom gosto na fotografia para os membros do Flickr. Aproveitando nossa nova sessão “Explicando a Foto”, realizei esse pequeno bate bola com ele e aqui ficam alguns conselhos preciosos para quem quer trabalhar com esse tipo de fotografia. Veja abaixo a pequena entrevista.

thiago RIGONATTI

01) Conte um pouco de como foi o início de sua paixão pela fotografia.

Fotografia foi uma conseqüência da paixão pelas cores. Por 2 anos, fiz colorização de Quadrinhos e Gibis. Utilizando photoshop e illustrator, a idéia é colocar cores, sombras, volumes e efeitos utilizando duas coisas: cores e luz. Com o tempo, para colorir determinada cena, tinha que procurar referências fotográficas de objetos e estudar como a luz incidia, refletia ou distorcia o elemento. Isso me levou a diversas comunidades de fotógrafos. Um determinado dia perguntei-me: "e se ao invés de reproduzir os efeitos, eu criasse?". Foi então que comprei minha primeira câmera e comecei a fotografar.

02) Grande parte do seu portfólio no Flickr é composto por fotos de nu feminino. Como começou essa especialização de seu trabalho?

Meu primeiro objetivo era fotografar pessoas. Em especial mulheres. O Nu foi uma conseqüência. É óbvio que todo mundo acha que deve ser bacana fotografar mulheres nuas, mas o Nu é mais que isso. Para mim, foi uma conseqüência de mostrar beleza sem ser vulgar. Ele possui essa linha tênue e se o fotógrafo decidir cruzá-la deve, obrigatoriamente, ser proposital. Pelo bem da sua imagem e da relação com a modelo.
Antes de começar a fotografar nu, fiz alguns ensaios com amigas e não publiquei. Esses ensaios serviram de referência para os futuros trabalhos públicos que agora irão compor meu segundo Fotolivro. Ajudaram-me a ganhar confiança com uma mulher nua em um ensaio fotográfico. É a melhor forma de começar, e tomar segurança para o seu primeiro trabalho profissional.

03) Quem são suas modelos? Clientes ou amigas? Qual a postura profissional necessária para realizar um trabalho dessa natureza?

Em geral, são clientes e amigas. Na maioria das vezes, são modelos que aceitam fazer algum trabalho não comercial ou uma idéia editorial minha. Para se realizar o nu é preciso ter alguns princípios que podem fazer o resultado final ser bem melhor. É preciso ser muito transparente, ético e respeitar a modelo para que ambos os lados se sintam confiantes. É preciso entender que estar nu é diferente de estar pelado e não esquecer que, como toda fotografia, o aspecto técnico não deve ser ignorado. Detalhes, em fotografias de nu, são essenciais para a imagem.

04) Fale um pouco da foto acima. Qual o contexto do ensaio e equipamento e lentes utilizadas?

A fotografia foi feita em um Motel em Porto Alegre em 2009. Para essa foto foi escolhido um quarto com decoração de Faroeste que relembrasse a época. As luzes refletidas na decoração amadeirada acabavam dando um tom avermelhado para as fotos o que acabou resultando num ótimo efeito. Estava com uma câmera Canon 7D e uma lente Sigma 24-70mm. Para fazer o efeito de iluminação, apaguei todas as luzes do quarto, liguei as luzes Spot de teto e com fita isolante vedei as que eu não deseja que aparecessem. Por trás da modelo havia um vidro que usei como refletor da única que não bloqueei a luz.

05) Do ponto de vista do tratamento digital, o que foi feito para se ter a imagem final?

Nessa em especial, algum ajuste de contraste e nada mais.

06) Para quem está começando na fotografia agora e se interessa pela área do nu artístico e da sensualidade, qual o conselho que você daria para ele?

Em primeiro lugar, seja transparente. Mostre para o(a) modelo(a) que tipo de fotografia deseja fazer e que resultado pretende chegar. Mostre referências de trabalhos com o mesmo resultado e não tenha medo de defini-lo, mesmo que ele tenha uma tendência erótica ou mais sensual. Isso vai ajudar a encontrar uma modelo que vai ficar à vontade contigo no ensaio e que pode lhe oferecer tudo aquilo que você precisa para sua imagem.
Tenha um contrato e cumpra-o. A modelo está pronta a exibir sua intimidade para você, seja claro quanto às regras de publicação, onde vai publicá-las, por quanto tempo e assine por isso. Lembre-se que sem um contrato você também pode ser processado por postar fotos de alguém nu. Então o contrato irá deixar ambas as partes tranqüilas para fazer o trabalho.

Procure amigas ou conhecidos para seus primeiros ensaios. Se o nu for algo muito distante para elas, comece com o Sensual usando lingeries ou roupas de dormir. Garanta que não publicar as fotos (se elas tiverem restrições para isso) e não as publique. Com algumas fotos em mãos você poderá ter um portfólio para mostrar a outras modelos que irão autorizar a publicação do ensaio.
Veja muitas, muitas, muitas referencias. Existem inúmeras categorias de foto para nu artístico, desde o sensual, estúdio, fetiche e etc. Escolha o estilo que se sente mais confortável e procure os melhores da área. A partir dai, procure quais são as características que fazem a foto uma boa foto. A posição da modelo? pernas? mãos? luz? sombra? Tudo que compõem a imagem final.

07) Quais são os links para o pessoal do Meio Bit conhecer o seu trabalho?

Meus links divulgados sao minha galeria (www.rigonatti.com.br), meu blog (www.rigonatti.com.br/blog) , flickr (www.flickr.com/thiagorigonatti) e o twitter (https://twitter.com/rigonatti)

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários