Meio Bit » Baú » Mobile » Symbian e usabilidade

Symbian e usabilidade

Apesar de todos os progressos da Nokia, Symbian ainda derrapa em usabilidade, e assusta usuários mesmo numa atualização simples de aplicativo.

15/06/2010 às 17:40

Nokia é Vida, Symbian é Luz, mas de vez em quando ele cansa. Sei que pode parecer heresia mas outros sistemas vem evoluindo muito mais, é preciso reconhecer que uma grande corporação deu uma lição de como fazer um sistema operacional para smartphones que dá em dez a zero em usabilidade na alternativa Open Source, Chupem, Freetards!

Como? Apple? Nem precisa, estou falando do Google Android vs Symbian.

Isso mesmo, em dois anos o Android ultrapassou em usabilidade o Symbian velho de guerra, o fato da Nokia tê-lo tornado Open Source não foi a bala mágica que (somente os freetards) esperavam e os problemas continuam. Chega a ser irritante em tempos de *Store ter que lidar com situações como o update do Gravity, o MAAAAAARAVILHOSO cliente Twitter do Symbian. Digamos assim: O próprio programa reconhece atualizações e oferece possibilidade de download. Excelente, como diria Carl Montgomery Burns, mas a parte boa acaba aí. Conte comigo os cliques:

UM!!!

DOIS!!!

TRÊS!!!

QUATRO!!!

CINCO!!!

SEIS!!!

SETE!!!

OITO!!!

Apesar do que aparenta, clicar OK na tela anterior faz com que tudo funcione e a instalação finalmente aconteça.

Imagine um leigo dando de cara com essas mensagens. As chances de um programa efetivamente ser instalado são próximas de zero. Não adianta ter ícone bonitinho e câmera de trocentos milhões de megapixels se a usabilidade ainda é a de um PC com Linux em 1997.

A Nokia TEM hardware, TEM design e TEM desenvolvedores, só precisa de um Steve Jobs da vida para soltar o chicote e explicar os fatos: Não dá para tratar o usuário com o equivalente mobile de usar "make install", como os linuxeiros faziam antes do Ubuntu trazer a Luz.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários