Meio Bit » Baú » Internet » KaZaA não cumpre ordem da justiça

KaZaA não cumpre ordem da justiça

Ao invés de cumprir com a determinação da justiça australiana de filtrar o conteúdo ilegal, a Sharman Networks, desenvolvedora do KaZaA, simplesmente bloqueou o acesso à rede do software pelos usuários australianos, numa tentativa de ganhar tempo até uma nova audiência em fevereiro de 2006. A indústria fonográfica australiana teria

06/12/2005 às 23:47

Ao invés de cumprir com a determinação da justiça australiana de filtrar o conteúdo ilegal, a Sharman Networks, desenvolvedora do KaZaA, simplesmente bloqueou o acesso à rede do software pelos usuários australianos, numa tentativa de ganhar tempo até uma nova audiência em fevereiro de 2006.

A indústria fonográfica australiana teria encarado a atitude como "um insulto à corte de justiça".

Eu pessoalmente dou meus parabéns a Sharman Networks pois na minha visão a Internet é puro "file sharing". Em toda requisição feita em qualquer protocolo da rede o que se está fazendo não é nada mais nada menos do que trocar arquivos, e, no meu ver, é um absurdo querer deter isso, que seria o mesmo que querer deter a Internet. Quanto ao conteudo que é transferido, isso é de responsabilidade de cada usuário da rede (Internet), e se um software é proibido por servir de meio para isso, qualquer outro sofware, tal como um browser por exemplo, também deveria ser proibido.

Bom, essa é apenas a minha opinião.

relacionados


Comentários