Meio Bit » Baú » Internet » Openbook: literalmente, o livro aberto do Facebook

Openbook: literalmente, o livro aberto do Facebook

O Openbook é uma uma porta para o pior (e o mais curioso) que há no Facebook, e está repleto daquilo que provavelmente não deveria estar à disposição da maldade alheia.

07/06/2010 às 9:21

"Tranquilo. A minha vida é um livro aberto" com certeza é algo que não vai se ouvir muito por aí... mas não no Facebook.

Na lata, o Openbook é um website com uma pegada bastante invasiva, mas que tem lá seu certo valor. Antes que tudo se misture às recentes polêmicas e emboladas envolvendo as questões de privacidade do Facebook e toda aquela histeria, vale a pena já começar dizendo que o tal website só faz uso de updates 'públicos' no Facebook.

Ou seja, as informações partem daquelas pessoas que não são (necessariamente) seus amigos e que simplesmente publicaram seus timelines de maneira, digamos... descuidada, meio que com a bunda virada para todas as janelas do mundo.

Em outras palavras, o Openbook é uma uma porta para o pior (e o mais curioso) que há no Facebook, e está repleto daquilo que provavelmente não deveria estar à disposição da maldade alheia.

Mas também é possível utilizar o website para segmentar opiniões a respeito de um certo tema em particular, pescando tudo de todos pela via pública da rede. Obviamente, ele é maciçamente usado para tudo menos isso.

As buscas podem serem segmentadas por homens, mulheres ou geral. Chega a ser divertido em alguns momentos (e também um bocado perturbador) observar o que as pessoas estão dizendo sobre certos tópicos. Testei em português (não lá meu forte) e pode ser meio difícil entender do que o website é capaz. É necessário ser bastante específico... É um pouco weird, mas funfa.

Agora, se você digitar coisas como 'I hate my boss', 'broken condom' ou então o já famoso 'I'm not racist but' (o que é garantido que será seguido de um comentário racista), a coisa muda completamente de figura...

Aqui estão alguns tropeços:

Ou então a página de busca pelo termo 'kill' (puwrra!)

Mas o que vale mesmo considerar na história toda é o seguinte: o Facebook tem feito montes de mudanças em suas políticas de privacidade e tem levado algumas cacetadas por isso. A menos que você tenha revisado manualmente as suas configurações de privacidade por lá, há uma boa chance dos seus perdigotos espirrarem direto nos olhos do Openbook.

Se você já deu aquela piscadinha gelada e reconsiderou algumas coisas que publicou ou já nem se lembra do que disse mas não confia muito na sua boca maldita, aqui vão algumas dicas de ferramentas que podem dar uma força.

Foi Newton que disse que 'para cada ação, há uma reação diretamente oposta a esta'. Então, liberdade de expressão implica em direito de acesso sobre aquilo que é de domínio público. Traduzindo, nem mesmo Nossa Senhora das Configurações Automáticas, prima da Santa Vacilação (padroeira do usuário com síndrome de pára-quedas) pode proteger você da sua boca descarada...

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários