Meio Bit » Baú » Demais assuntos » O moralismo da Apple e as japas raspadinhas

O moralismo da Apple e as japas raspadinhas

03/06/2010 às 13:52

A mais nova vítima da Apple se chama “RIP! Mosatsu!”, é uma aplicação do iPhone que foi banida da App Store.

O software não tem nada demais. É uma bobeira. Se resume a uma série de imagens de japinhas. Você passa o dedo, ele gera um efeito de papel rasgado e a parte "esfregada" é removida, deixa oriental de roupa de baixo. Em alguns casos, de biquini.

Você pode conferir no vídeo abaixo, que só é NSFW se você trabalha em um convento. Ou na Apple.

A decisão de Steve Jobs em criar um ambiente "familiar" pro iPhone, iPad e similares é preocupante, e nem digo do ponto de vista dos nipófilos, o buraco é mais embaixo. A iTunes Store já não veicula material adulto. A indicação de conteúdo "explícito" se resume a palavrões e outras bobeiras. Ao atrelar o iPad/Phone à ITS, e ao restringir fortemente o conteúdo, o usuário médio que não conhece as manhas de conversores, downloads alternativos, etc, perde esse conteúdo restrito.

HOJE a Cruzada Moral da Apple se restringe às Apps de iPhone, mas quando aplicações menos comprometedoras do que a maioria das fotos de férias das pessoas são removidas, quem garante que Jobs não surtará de vez? Uma coisa é o iTunes não vender a versão pornô de Batman e Robin, mas e quando começarem a remover filmes sérios? O Premiado e Polêmico 9 Songs nem é listado. Requiem For a Dream ainda aparece, mas até quando?

A Apple hoje vende uma televisão que só passa um canal, com a programação que ELA quer. O Ministério da Justiça dos EUA abriu uma investigação, por enquanto tem a ver com a política de preços, mas seria bom para todo mundo se percebessem que essa "TV" que a Apple vende além de tudo só permite que você conecte o videoK7 que ELA quer. E isso já é demais.

Fonte: Sankaku Complex

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários