Meio Bit » Baú » Internet » Contra o Facebook, vá de Diaspora*

Contra o Facebook, vá de Diaspora*

Diaspora* surge como uma promessa mais segura e que respeita a privacidade do usuário. Tendo desde já o Facebook como maior rival, o serviço, que por ora sequer existe, já angariou quase US$ 200 mil em investimentos. Será que cola?

17/05/2010 às 9:09

O Facebook vive um momento delicado. Enquanto se firma como a maior rede social do mundo e libera atualizações e novidades num ritmo forte, sofre com reclamações e denúncias de abusos de privacidade. Tem gente desistindo do Facebook, denúncias de atitudes... estranhas de Zuckerberg, gente mandando carta aberta a ele, e, claro, gente defendendo o Facebook.

O momento é propício para que concorrentes, ou futuros concorrentes, chamem a atenção prometendo o que o Facebook tem dificuldades em prover: privacidade. Dessa premissa, surgiu o Diaspora*, ainda longe de ser lançado, mas com uma proposta cujo foco reside justamente na segurança dos dados de seus usuários.

Quatro amigos da Universidade de Nova Iorque se reuniram para criar o Diaspora*. No papel, parecem ter tudo esquematizado, mas faltava um "detalhe": dinheiro. Lançaram uma página no Kickstarter com o ambicioso objetivo de angariar US$ 10 mil. Conseguiram US$ 173.857,00.

Esses caras pretendem derrubar o Facebook.

Esses caras pretendem derrubar o Facebook.

A promessa é uma rede social cujo código será aberto, com compartilhamento seguro via GPG. Ao invés de servidores centrais, o Diaspora* será uma rede descentralizada, baseada em pontos/peers, onde as pessoas adicionarão seus feeds e informações de outras redes. Espera-se que um serviço mais user-friendly, baseado num registro simples numa página Web, também seja oferecido aos menos geeks, mais ou menos como acontece com os WordPress.org/.com.

Se dará certo? O quarteto começou bem, fez um buzz gigantesco na Internet e conseguiu muito mais investimentos do que sonhavam. A responsabilidade e a pressão serão grande inimigas, mas se eles realmente têm condições técnicas de fazer algo bacana, agora se veem com a faca e o queijo na mão.

Com informações do ReadWriteWeb BR.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários